Fichas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Fichas

Mensagem  Ai-chan em Ter Nov 25, 2014 6:34 pm

Um dos tópicos mais esperados por aqueles que querem jogar. xD

Nome:
Idade: (mínimo 10 anos, máximo 50 anos. Claro, essa é a idade de quando morreu)
Nacionalidade:

Imagem: (em spoiler, please q)
Aparência: (detalhes que não se vê na imagem. Não é obrigatório preencher essa parte aqui)

Personalidade: (não me façam uma descrição de uma linha, por favor. -3-)
Gostos: (inclui qualquer coisa, desde tipos de pessoas até raças de cachorro que gosta)
Desgostos: (idem ao de cima, mas com o detalhe de ser as coisas que a personagem não gosta)
Medos: (não precisa ser algo intenso, como uma fobia. O simples medo de filmes de terror serve)
Sonhos: (não o da padaria, não -3-)

História: (não esqueçam de colocar como a personagem morreu!)

Como você imagina a sua personagem transformada? (um guerreiro? Um ladrão? Uma empregada com orelhas de gato? Não precisa preencher se quiser, isso é apenas curiosidade minha xD)


Espero ansiosa pelas fichas de vocês! <3 <3 <33333

Código:
[b]Nome:[/b]
[b]Idade:[/b]
[b]Nacionalidade:[/b]

[b]Imagem:[/b]
[b]Aparência:[/b]

[b]Personalidade:[/b]
[b]Gostos:[/b]
[b]Desgostos:[/b]
[b]Medos:[/b]
[b]Sonhos:[/b]

[b]História:[/b]

[b]Como você imagina a sua personagem transformada?[/b]


  Panda  Panda  Panda  Panda  Panda  Panda 

Spoiler:




Muito obrigada!! Eu amo vocês. ;;
avatar
Ai-chan
Ai-chan
Ai-chan

Feminino
Mensagens : 1616
Idade : 21
Localização : Underland yeah yeah~ \o\

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas

Mensagem  Iuajen em Ter Nov 25, 2014 8:19 pm

Nome: Lunevoir von Vangate
Idade: 17
Nacionalidade: Holandesa

Imagem:
Lunevoir:
Aparência:

Personalidade:  Sua aparência é o exato oposto de sua personalidade. Ela é extrovertida, maternal, e protetora, um pouco arrogante pelo fato de ter nascido em uma família rica da Holanda e por esse motivo também um pouco mimada, não expressa o que realmente sente e é também um pouco atrapalhada, porém gosta de ser prestativa e de poder ajudar os outros, além de ser um pouco perfeccionista.
Gostos :Ao contrário também de sua aparência, Lunevoir era uma viciada em anime, jogos e fan-fics, assim como gostava de desenhar e escrever histórias de amor envolvendo duas pessoas do mesmo sexo.Adorava viajar principalmente para alguns outros países, gostava de conhecer sobre a cultura de outros povos, entre elas a culinária Italiana, a tourada espanhola, o chá inglês e a dança francesa, nunca chegou a entender a fascinação dos brasileiros por futebol e aquela coisa vulgar que era o carnaval, já na Africa, ela gostaria de ter conhecido Madagascar, só pelo filme mesmo, nunca chegou a ir até lá. Porém, o que mais a encantava era sobre viagem no tempo, universos paralelos, linhas temporais e tudo o que estivesse relacionado, sua comida favorita era o pão de queijo, coisa que achava um absurdo não ter tanto nos países da Europa, gostava também do significado de seu nome, "A vontade da Lua vinda a vós". Achava a frase linda.  
Desgostos: Por mais que pareça estranho, isso também vai contra sua aparência. Não gostava da cor de seus olhos, fazendo analogia ao significado Lua, uma lua vermelha seria aquela que traria a morte, e esse era um significado detestável. Era contra qualquer e todo tipo de tortura, seja psciologica ou física, para ela ver algo assim a machucava tanto quanto. Detesta coisas que não seguem um ritmo, sair da rotina para ela é terrível, pois segundo ela, ela se perde e não sabe mais como voltar. Não gosta muito de responsabilidades impostas, a menos que estas, a levem a um novo aprendizado. Odeia qualquer tipo de carência ou tentativa de chamar a atenção seja por qualquer motivo.  
Medos: Ela nunca parou para pensar em seus medos, sempre fora protegida por seus pais por todas as formas, então ela possuí medo de perde-los, assim como qualquer pessoa com qual ela tenha afeição, outros medos banais, são de animais peçonhentos e venenosos.
Sonhos:
Seu sonho é viajar por todos os países do mundo, encontrar todas os escritores e escritoras dos livros que leu e agradecê-los pessoalmente, ser uma dançarina e cozinheira profissional, e também se graduar em música. Porém seu maior sonho é poder viver em outro mundo, um mundo mágico, repleto de outras raças inteligentes, histórias tudo o que ela via em Rpg's animes. 
História:
Nasceu na Europa, e a partir dos dez anos, viajou para vários lugares do mundo, sempre com a empregada da família, pois seus pais tinham que trabalhar, mas mesmo assim ela nunca os culpou pelo pouco tempo com ela, além do mais, a empregada dela era quase da mesma idade, possuindo somente quinze anos na época, elas ficou estudaram em um colégio por ano, aprenderam várias línguas, e assim como sua mestra a cultura de que mais gostou foi a do japão, seus animes, e jogos, histórias, tudo as fascinaram.Lunevoir nasceu em uma família extremamente rica, dona de uma companhia aérea, mas detestava aviões, achava que voar devia ser algo mágico, algo que somente alguém com poderes poderia fazer e não uma invenção tecnológica, mesmo assim era necessário usá-los para suas viagens, apesar de todo o mimo e toda a luxuosidade que ela possuía, gostava de tentar ser independente, coisa que era impossível de acontecer com pais tão super-protetores e sua empregada que sempre acompanhava.
Com dezessete anos fora para o Brasil, onde diziam ter em Minas Gerais o melhor pão de queijo do mundo, e então fora para lá, ficou por um ano, junto de Gabrielle, admitiu que lá era realmente o melhor pão de queijo que já havia comido, e também o lugar que fora mais agradável com ela, todos eram muito simpáticos. Quase no fim do ano, antes de irem de volta para a Holanda passar as férias com a família, Lunevoir e Gabrielle quiseram ir até o Rio de Janeiro, irem a praia, porém o avião em que estavam caiu, a única sobrevivente fora Gabrielle sem nenhum ferimento que relatou:
"Com a turbulência do avião, e o extremo medo que tomava meu coração, pensando nas nossas vidas, segurei a mão de Lunevoir que antes de eu desmaiar, pulou sobre mim e com o próprio corpo me protegeu dos destroços e de qualquer coisa que pudesse me machucar, eu devo a ela minha vida." 
Como você imagina a sua personagem transformada?
Desse Jeito::

Yeap, com a cor dos olhos mudando de vermelho para verde.



Mwhahahahaha :




Pudiim <3, /o/
avatar
Iuajen
Guardian
Guardian

Masculino
Mensagens : 265
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas

Mensagem  aika_kane em Ter Nov 25, 2014 9:04 pm

Nome: Ha-Neul Danbi (ordem oriental)
Idade: 17
Nacionalidade: Sul-Coreana

Imagem:
Spoiler:
Aparência: Cabelo castanho que à luz do sol parece loiro, baixa estatura (cerca de 1,50), pesando 36 kg, com uma marca parecida com um coração no pescoço e um sinal perto do olho.

Personalidade: Um pouco distraída, não muito inteligente, esta é Danbi. Com um coração doce e puro, era conhecida por ser esforçada e amada por muitos, apesar de ser tímida. Mesmo não sendo a mais valente normalmente, quando algum conhecido estava em perigo, não media esforços para ajudar. Seus amigos tentavam auxiliar nas matérias escolares, pois seus critérios eram bem rigorosos e não costumavam dar espaço para pessoas como ela. Pode ser bem sentimental, se a magoar esse fato não será esquecido, assim como atos de lealdade.

Gostos: Pessoas sinceras, todo tipo de animal pequeno que pudesse caber em seus braços — principalmente gatos —, verão, piscinas, cores claras, roupas tradicionais, orquídeas, doces, karaokê, videogames e jogar LoL.

Desgostos: Cores escuras, filmes de terror, pessoas que julgam de qualquer forma, frio, pimenta, ser o centro das atenções, coisas apimentadas e ks no jogo.

Medos: Acabar sozinha e sem amigos, solidão é algo que a atormentava desde pequena. Além disso, não gostava de insetos e ,principalmente, de ratos; já que durante um passeio escolar um rato caiu — exatamente — no rosto dela.

Sonhos: Apesar de já ser uma adolescente, ainda tinha o sonho de casal ideal: se apaixonaria aos 18 anos, casaria numa igreja imensa — com um longo e volumoso vestido branco— e em seguida, abriria um restaurante familiar, já que queria seguir a carreira na culinária.

História: Ha-Neul Danbi nasceu em Seul, capital da Coréia do Sul,sendo a filha do meio, porém seus pais morreram em um acidente de carro quando tinha 4 anos. Acabou que seus irmãos mais velhos cuidaram dela e do irmão mais novo, porém era a única mulher dos 5. Aprendeu desde cedo a se virar, ajudando com a casa e tendo vários amigos, pois morria de medo de acabar sozinha e ser considerada burra demais para estar com os amigos. Aproveitou do fato de seu irmão mais velho ser jogador profissional de e-sports, adquiriu o gosto desde cedo por videogames, o que a tornou mais próxima dos meninos de sua classe e a fez estudar ainda menos.
Assim, Danbi cresceu, mesmo com sua cara de criança e sua baixa estatura, ela estava começando a planejar sua entrada numa universidade, o que iria adquirir muita força de vontade, mas acabou morrendo enquanto estava em casa. O motivo? Engasgou com uma bala de caramelo.

Como você imagina a sua personagem transformada?Desse jeito:
Spoiler:


avatar
aika_kane
Guardian
Guardian

Feminino
Mensagens : 639
Idade : 19
Localização : ~

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas

Mensagem  Draken em Ter Nov 25, 2014 10:19 pm

Nome: Gabriel "Bell" Barbosa Vieira.
Idade: 16 anos.
Nacionalidade: Brasileiro.

Imagem:
Spoiler:
Aparência: Tem 1,78m de altura, pesa 54 kilos. O físico é magro, e a força do rapaz também não é considerável, visto que é um completo sedentário. Tem problema de vista, mas suas lentes de contato fazem o trabalho bem. Certa vez, ficou tão fissurado em um jogo que pintou seu cabelo de roxo com anilina de madeira, e está assim desde então. Gosta de camisetas com estampas de jogos/animes e bermudas e tênis que não sejam esportivos.

Personalidade: É um moleque um tanto... Difícil. Ele não interage com ninguém, a menos que seja necessário. O tiozinho da padaria, a moça que atende no supermercado, o professor que fica enchendo seu saco durante as chatas aulas de biologia, sua mãe que lhe torra a paciência para que coma direito e largue o videogame pra fazer algo que preste da vida... Porque essas pessoas não entendem? Ele só quer viver no ritmo dele, fazendo as coisas que gosta, com as pessoas que gosta! A Sacchan! A Harumi-chan! A Taiga! A Hanako-chan! A Yokkyun! PORQUE NINGUÉM ENTENDE? Sim. Pra ele, toda e qualquer garota 2D merece sua total atenção, independente de hora e lugar.

Não vê problemas em interação com outros humanos, até porque se considera superior à todos. E às vezes, age como tal. Enche o peito pra falar de suas pontuações, já que nunca tirou notas ruins em qualquer tipo de exame, sempre ficando acima de 90% de aproveitamento. E, por conta disso, acaba sendo odiado e ignorado por todas as pessoas de sua classe. Claro, não que isso lhe importe. Ele tem muitas amigas e amigos! Pessoas com quem conversa diariamente, sobre coisas em comum! SIM! OS FÓRUNS DE GALGE! ONDE ELE É MUNDIALMENTE CONHECIDO, O GRANDE KOKURYUU! O PLAYER QUE JÁ COMPLETOU OS MAIS DIFÍCEIS JOGOS, TODOS EM 100%, NÃO DEIXANDO NEM A HEROÍNA SECRETA QUE NÃO FAZ PARTE DO PLOT PRINCIPAL DE FORA! Sim, e o jovem tem muito orgulho disso.

Gabriel também é viciado em tecnologia, um verdadeiro gênio para a sua idade. Consegue programar e reescrever sistemas como ninguém. Talvez por ter estado sempre em contato com eletrônicos do tipo, desenvolveu uma aptidão para trabalhar com os mesmos. E um de seus planos para o futuro, caso não consiga inventar uma máquina que o transporte para o mundo 2D, é montar sua própria companhia de galges.
Gostos: Garotas 2D, enredos interessantes, multi-heroínas, uma ótima setlist para compor o BGM, galges, eroges, garotas 2D, sua coleção de games, tecnologia, civilização, garotas 2D, mundo virtual, animes e mangás, videogames e consoles, garotas 2D, gente que não lhe atrapalhe jogar, clima agradável para jogar, jogar, garotas 2D.
Desgostos: Mundo real, gente real, bichos reais, novela da Rede Globo, mundo real, ir pra escola, colegas de sala, suco natural, comida da irmã, esportes, carnaval, festas, natureza, gente real, bichos reais, mundo real.
Medos: Que a energia acabe, ficar sem internet, ficar sem bateria, ficar sem videogame, perder um save, perder um jogo, viver num mundo sem suas waifus, perder a Sacchan pra outro alguém.
Sonhos: Viver num mundo 2D, casar-se com a Sacchan, jogar todos os galges já lançados, viver para sempre para jogar todos os galges, rever uma amiga que mudou de cidade há muito tempo.

História: Gabriel é natural de Belo Horizonte, a capital do estado de Minas Gerais, Brasil. Filho de mãe solteira, o jovem nunca precisou esquentar com nada: Desde criança, esteve sempre num ambiente confortável e favorável pro seu desenvolvimento. Sua mãe, Valentina, trabalha no RH de uma indústria de farmacêuticos, e recebe consideravelmente por isso. Aprendeu a falar e andar cedo, e, ainda pequeno, já sabia fuçar o celular da mãe como ninguém. Começou cedo no mundo dos jogos, e mamãe se arrepende seriamente, as vezes. Queria que seu filho saísse mais, trouxesse amigos para casa! Bem, isso aconteceu durante certo tempo.

Durante o ensino primário, tinha essa garota marrenta e enxerida que não lhe deixava em paz por um segundo. Carolina, o nome dela. Somente ela conseguia lhe tirar do mundo dos jogos (com muito esforço, claro), e se tornou a única âncora de Bell com o mundo real. Aliás, este apelido saiu primeiramente dos lábios dela. Mas por causa da separação dos pais, a pequena Carol acabou se mudando com a mãe pra casa dos avôs, e essa foi a última vez que Gabriel a viu. E desde então, tem vivido sua vida singularmente, jogando para viver, vivendo para jogar.

No segundo ano do ensino médio, enquanto voltava para casa do colégio (jogando, é claro), murmurava para si mesmo: "Voltar pra casa logo, pegar avião pra ir pra SP!" Sim! O Anime Friends estava chegando! Desceu da lotação, e, com seu fôlego de gente que não faz merda nenhuma, voou pelas ruas da Savassi e não demorou muito pra chegar em casa. Arrumou suas coisas rapidamente e pegou um táxi pro aeroporto. Embarcou sem problemas, estava excitado. Já tinha ido diversas vezes no evento, mas o grande diferencial é que a staff, dessa vez, fechou com sua seyuu favorita! Não perderia por nada! Ficaria na casa de sua tia, já estava tudo arrumado. E teria sido tudo um sucesso, se o avião não tivesse caído durante o voo. Tiveram sobreviventes, mas Gabriel Barbosa Vieira não era um deles.

Como você imagina a sua personagem transformada?
Spoiler:


Última edição por Draken em Sex Nov 28, 2014 2:54 pm, editado 1 vez(es)



ankoku jidai
avatar
Draken
Draken
Draken

Masculino
Mensagens : 2065
Idade : 23
Localização : MG.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas

Mensagem  Botan-chan em Qua Nov 26, 2014 3:14 pm

Nome: Syver Haugen (Ordem ociental, apesar dos dois parecerem palavrões e)
Idade: 17 anos
Nacionalidade: Norueguês

Imagem:
Spoiler:
Aparência: Cabelos loiros, curtos e com uma franja meio zoada porque né, descuido owna; olhos cinza e pele branca. É muito alto, tem 1.92m e por isso sempre vive sendo perturbado pra virar jogador profissa de vôlei - o que ele odeia, diga-se de passagem -, pesa 82kg e um físico magro, apesar de parecer uma bolinha pela quantidade de roupas que usa em sua cidade natal~

Personalidade: É um cara bastante difícil de se socializar (tanto que seu grupo de amigos é muito pequeno), pois tem a péssima mania que analisar a pessoa da cabeça aos pés e querer escolher a dedo seu círculo de amizades a não ser que encontre na pessoa MUITAS coisas em comum. Mesmo assim ele é admirado e querido mesmo por quem não tem muito contato com ele, já que seu gênio forte consegue arrancar risadas de muitas pessoas, além de chamar a atenção por sua aparência e atividades. Não consegue ficar quieto diante de injustiças e costuma dar mais coices cavalares que o normal que se por acaso estiver irritado, mesmo em quem não tem nada a ver com isso - embora sempre fique com a consciência pesada depois e vá correndo pedir desculpas. q
Controverso? Sim ou claro?
Gostos: Just Dance, videogames, jogar vôlei de vez em quando, terror, sorvete (SIM, ELE TOMA SORVETE NO FRIO, DANE-SE O MUNDO), neve, sorvete, chocolate quente, poder ser imbecil sem gente enchendo o saco, Ylvis, tocar guitarra e violão, sorvete, internet, ser controverso e deixar as pessoas em dúvida e eu já disse sorvete?
Desgostos: Televisão, a mãe enchendo o saco, ter que parar de jogar Silent Hill pra dividir o PC com a irmãzinha que só olha site da Barbie, cuidar da casa, aturar a Sra. Brown (professora dele) em aulas extras pra não pegar recuperação e ursos
Medos: Que aconteça um apocalipse zumbi, que ele não consiga ficar rico, que sua irmãzinha cresça rápido demais e apareça com um namorado em casa antes dele pegar alguém, ficar na friendzone pro resto da vida.
Sonhos: Ficar rico, arrumar uma namorada, viajar ao redor do mundo, passar uma semana numa casa assombrada, poder gravar um documentário sobre terror e outras coisas relacionadas a isso~

História: Syver é o filho mais velho de uma família de classe média alta da cidade de Hell, na Noruega. Desde criança sempre foi um pouco problemático para arrumar amizades já que na época era um pivete chato, ciumento e egoísta que espantava qualquer um que tentasse brincar ou encostar em algo seu; porém depois de um tempo e muitas consultas em psicólogos, isso começou a mudar. Quando entrou no primário, conheceu alguns garotos que possuíam os mesmos gostos e obviamente isso o animou bastante, logo o fazendo se tornar parte de um pequeno grupo denominado "Super Defensores da Escola de Hell" (que/) que consistia basicamente num bando de pirralhos tentando bancar os super heróis... Pff. Claro que não dava certo, mas era divertido pra ele e as pessoas riam disso.
Porém, conforme foi crescendo viu algumas pessoas do grupinho se separarem para seguirem suas vidas e ao invés de buscar novas amizades reais, decidiu manter o povo de antes e só arriscar ser sociável pela internet, já que seu interesse por terror e games era compartilhado por várias pessoas no mundo. Em uma dessas aventuras por sites de jogos, acabou conhecendo um oriental fanático, com quem logo começou uma amizade, sendo apresentado ao mundo otaku e mágico que tantas pessoas já conheciam. E não preciso dizer que ele gamou, ne?
Depois disso, as saídas com seu grupo de amigos reais ficaram cada vez mais raras, mas foi numa dessas saídas que ele acabou caindo em um lago congelado depois de cismar que podia patinar ali sem problemas e... Morreu, já que o lugar era bastante perigoso para que pudessem resgatá-lo rapidamente e o frio muito intenso. Simples assim.
Ninguém mandou tentar bancar o bonzão, bem feito. u_u
Como você imagina a sua personagem transformada?
COM ESTILO PLS:
]



Sensualizo como ninguém!!!!!!!!!!!!! *dancinha*
avatar
Botan-chan
Medium
Medium

Feminino
Mensagens : 1794
Idade : 25
Localização : Terra dos Unicórnios

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas

Mensagem  Yami em Sex Nov 28, 2014 1:03 am

Nome: Lissandra Aeris
Idade: 20
Nacionalidade: Inglesa

Imagem:
Spoiler:
Aparência:
Spoiler:
Alta, anêmica e pálida. Lissandra não come e não dorme direito, tendo como resultado magreza nem um pouco saudável (Convenientemente ocultada pela roupa larga) e alguma olheiras. Seus olhos são uma estranha mistura de preto, cinza e violeta. Raramente é vista com outra roupa além de um longo e folgado vestido preto com alguns detalhes roxos e mangas grandes, somado ao fato de NUNCA sair do seu laboratório durante mais de 3 anos, sua pele é extremamente sensível à luz do sol e, como ela diz, desnecessariamente branca. Possui algumas marcas de queimadura por conta de alguns experimentos que não deram certo e pequenas marcas de seringa no braço direito.

Personalidade: Perfeccionista, incapaz de trabalhar em grupo, paranoica, grossa, obcecada e com surtos de raiva relativamente frequentes. Constantemente é vista falando sozinha e desde criança vive sob a suspeita de insanidade (Embora nenhum psicólogo tenha dado um diagnóstico real), tão perfeccionista que não consegue tolerar as próprias falhas, embora seja mais razoável com as outras pessoas por vê-las de forma inferior.

Uma das poucas coisas que gosta de fazer quando não está virando noites e noites focada em qualquer projeto bizarro é escutar música. Algumas canções são praticamente as únicas coisas capaz de acalmá-la durante seus surtos de raiva, momento em que Lissandra fica realmente perigosa porque nesse estado coisas como ética, moral e valores (Que já não significam muita coisa para ela em seu estado natural) são reduzidas ao pó em sua mente o que, em teoria, a deixaria capaz de cometer uma carnificina sem precedentes sem um pingo de remorso no fim.

Possui desprezo por praticamente tudo o que não envolva suas pesquisas, já ganhou prêmios acadêmicos e foi chamada para dar entrevistas em diversas revistas e programas, mas nunca apareceu nem nas entrevistas e muito menos nas cerimônias de premiação, classificando tudo isso como "algazarra desnecessária", mas, embora não admita NEM SOB TORTURA, fica feliz em ter seu trabalho reconhecido, assim como qualquer outra pessoa. Isso, claro, antes de descobrirem seus projetos bizarros e a expulsarem da comunidade acadêmica.

Gosta de observar detalhes que a maioria não dá importância também, conseguindo por causa disso perceber em grande parte dos casos se uma pessoa está mentindo ou escondendo algum sentimento, embora geralmente não faça nada para mudar a situação.

Gostos: Doces, cafeína, experimentos, cafeína, Tim Burton, cafeína, usar pessoas como cobaias em seus estudos bizarros, cafeína... Eu já falei cafeína? Bem, também gosta de música e dança em suas mais variadas formas, não sendo nada incomum vê-la escutando canto gregoriano num minuto e funks ao melhor estilo "Beijinho no Ombro" no outro, constituindo um hall de excentricidades que ninguém conhece. Também possui um grande fascínio por cicatrizes, síndromes, deformações e coisas do tipo.

Desgostos: Pessoas de modo geral, suas necessidades básicas (Como dormir e comer, que considera tempo desperdiçado), seguir ordens, rótulos, sapatos, roupas sem mangas, calor, sol, luz, demonstrações de afeto, pedir ajuda.

Medos: Gostar de alguém - Em vários sentidos, como amizade, afeição, amor, etc., falhar em QUALQUER COISA, alguém descobrir suas paixões por música e dança, ser consumida pela própria insanidade.

Sonhos: Viver no seu mundo imaginário onde todos estão a sua disposição para experimentos, ninguém questiona seus (Não existentes) princípios éticos e ninguém atrapalha seu dia falando coisas estúpidas sobre amor, normalidade, ética, saúde e outras perdas de tempo.

História: Lissandra nasceu numa família de, como ela mesma define, fracassados sem um pingo de futuro. Por causa da pele muito branca e os cabelos negros, recebia das crianças apelidos como "Samara" e outros derivados, e o fato de ignorar as "futilidades" praticadas por outras garotas (Como o ato de se maquiar), apenas contribuía para esse quadro até que a garota percebeu uma coisa: Podia não ser bonita, mas suas notas mostravam que era mais inteligente que todas aquelas idiotas juntas!

Foi o início da sua reviravolta. Desde criança passava horas estudando as coisas mais difíceis, desde coisas como física e química até programação (Inclusive tendo conhecimento básico da fucking Assembly), automação, inteligência artificial e mecânica, as vezes estudando coisas como psicologia, filosofia e sociologia para tentar entender como a mente das pessoas funcionava.

Cresceu solitária e imersa em seu mundo, tendo apenas como contato humano positivo sua mãe. No colégio começou a revidar as ofensas que recebia até que percebeu que apenas revidar e vencer a discussão não era mais o suficiente. Tinha que humilhar, pisar, machucar e expor as fraquezas de qualquer um que ousasse ir contra ela.

Aos 12 anos experimentou o primeiro surto psicótico, quando enfiou um estilete na mão de um garoto da sua sala. Foi expulsa, mas para o terror da sua mãe, Lissandra disse que gostou da sensação e queria repetir mais vezes. A partir daí sua vida virou um constante passeio por diversos psicólogos, mas todos concordavam que era apenas uma fase por causa do bullying e diziam que logo ela estaria reabilitada, o que efetivamente nunca aconteceu.

Aos poucos a garota foi se enchendo daquilo tudo e, num dos surtos, acabou dando um tapa na própria mãe. Aquilo a abalou mais do que fez parecer e cada vez mais sentia-se perdendo o controle de si mesma quando ficava com raiva (O que não era muito complicado, uma vez que vivia com familiares, professores e médicos zunindo no seu ouvido sobre como a sua dedicação a ciência "não era saudável" e que ela "precisava levar a vida de uma garota normal").

A casa caiu para Lissandra quando descobriram seus experimentos com humanos. Foi expulsa da comunidade acadêmica e, não aguentando o fracasso, tomou uma decisão: Aos 15 anos pegou todo o dinheiro que conseguiu com projetos e bolsas que ganhou nos institutos por onde passou e saiu de casa. Comprou uma pequena casa caindo aos pedaços num país pequeno, reformou e fez ali seu laboratório, sem nenhum contato com o mundo exterior e livre para exercitar a sua arte (Ou insânia, se preferir) como quisesse. Passou 5 anos isolada do mundo vivendo apenas com suas anotações e substâncias (Que fizeram o favor de piorar o que já era ruim na mente dela) até que morreu numa explosão sem ninguém tomar conhecimento.

Como você imagina a sua personagem transformada?
Spoiler:


Última edição por Yami em Ter Dez 02, 2014 8:54 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Yami
Guardian
Guardian

Feminino
Mensagens : 658

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas

Mensagem  Ichigo em Dom Nov 30, 2014 10:27 pm

Nome:Aloysius Heinz
Idade: 21 anos
Nacionalidade:Alemanha

Imagem:
Spoiler:
Aparência: Alto (1,83m), não chega a ser musculoso porém tem um corpo definido que faz com que muitas caiam aos seus pés. Pele levemente bronzeada com olhos verdes, além dos incontáveis piercings em várias partes do corpo, os mais visíveis são os do rosto. A única tatuagem que tentou começar a fazer era nas costas para tampar as diversas cicatrizes que tinha.

Personalidade: Aloys é a típica pessoa que está pouco se fodendo para o mundo, se quer algo ele vai e faz, não fica protelando se deve ou não. Tem sempre uma segunda intenção por trás do que faz ou fala, mesmo que seja involuntariamente, não consegue se controlar perto de mulheres, sempre fica todo assanhado.
Gostos: Jogos de rpg independente da plataforma, fast food, e admite deliberadamente que adora peitos. E embora não goste de admitir acha coelhos super fofos e sempre quis ter um em casa.
Desgostos:Não gosta nenhum pouco de abelhas, conexão de internet ruim, comidas sem gosto ou saudáveis demais.
Medos: Apesar de tudo que passou o maior medo que tem era de perder a mãe, pois era a única família que ainda tinha.
Sonhos: Que a mãe supera-se a loucura e trabalhar como beta tester remunerado.

História: Sabe aquela família equilibrada, como toda a família de alta classe? Pois é essa não é o caso da família do Aloys. Crescido na alta classe alemã até os seus 6 anos tinha uma vida comum até perder o irmão mais velho em acidente de carro, ai sim a vida da pobre criança virou do avesso. A mãe que uma vez fora uma psicóloga renomada agora era como chamava seus pacientes de mentalmente instável, porem se recusava a admitir que estivesse com problemas e sempre descontava no Aloys que se fechou dentro do próprio mundo, já que o pai os abandonara a muito tempo.
Uma vez sabendo que sua mãe o odiava criou mais motivos ainda para isto, enchendo-se de piercings pelo corpo, arrumando brigas e aparecendo com todo e qualquer tipo de mulher dentro de casa só para provocar a ira da mesma. E em uma dessas loucuras quando inventou de fazer uma tatuagem, quando a tatuadora começou ele teve uma reação alérgica a tinta (choque anafilático) e morreu.

Como você imagina a sua personagem transformada?
Spoiler:
avatar
Ichigo
Guardian
Guardian

Feminino
Mensagens : 715
Idade : 23
Localização : Com meu hárem <3

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas

Mensagem  The White Bunny em Ter Dez 02, 2014 6:57 pm

Nome: David Hutchcraft
Idade: 28
Nacionalidade: Romênia
Imagem:
Spoiler:
Aparência:  1,80 de altura, cabelos loiros escuros, olhos castanhos avermelhados pele branca dourada, corpo normal (sem músculos definidos), olhos pentrantes e extremamentes sexys...
Personalidade:  Gosta de cantar, canta sobre amor, sim, ele é sensível  e carente  quando se trata de sentimentos mas ele apenas os guarda para si próprio. Gosta de se vestir elegantemente e é extremamente vaidoso, parece ser frio, mas se socializa com facilidade. Gosta de dizer verdades, mas não de se expor tanto.
Gostos: Moças/mulheres, bebidas alcoólicas, clássicos dos anos 80, gosta de sair para se divertir, mas sempre mantendo a compostura.
Desgostos: De se iludir, de se apaixonar facilmente e de mentiras.
Medos: de aranhas, e de não achar o amor da sua vida;
Sonhos:  Arranjar uma moça digna para se casar e se divertir como se não houvesse o amanhã
História:  David foi criado em uma mansão, mas sem mimos, aprendeu a ter controle através de pauladas, fazendo assim que ele desenvolvesse uma certa carência afetiva. Era uma criança sozinha e com 10 anos teve seu primeiro amor, que era filha de umas empregadas da mansão, mas a viu ser assassinada brutalmente, por isso o medo de se apaixonar facilmente, se tornou um cantor renomado mas ainda solitário, faleceu tocando piano e se embebedando  com vinho envenenado por sicuta.

Como você imagina a sua personagem transformada?
Imagino David como um Necromante olhos vermelhos, vestido de preto e branco com um sobretudo preto e luvas pretas, chifres falsos amostra e cabelo um pouco malcomportado.
Spoiler:
avatar
The White Bunny
Zombie
Zombie

Feminino
Mensagens : 39
Idade : 20
Localização : Queensland

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas

Mensagem  Amëthysne em Qua Dez 03, 2014 8:11 pm

Nome: Monique Bureau de Sauveterre "Lune/Lua"
Idade: 15 anos
Nacionalidade: Francesa

Imagem:
Spoiler:

Aparência: Ela tem 1,50 m e algo na casa dos 40 kg; os cabelos muito longos, lisos e loiros. Aliás ela tem heterocromia, o olho esquerdo é cinza e o direito é azul; ela sempre anda por aí vestida de fairy kei, até mesmo no uniforme da escola, no qual ela improvisa um pouco.

Personalidade: Monique é uma pessoa super sociável, que está sempre em um grupo e que não demora muito a fazer amizade, é do tipo que se apega fácil as pessoas e tem uma certa fixação por coisas que considera fofas - o tipo de coisa que ela considera fofo, pode ser considerado muito incomum. Ela não vai admitir, mas é uma stalker e como toda boa stalker gosta de observar as pessoas - principalmente quando estão dormindo, esse é um péssimo hábito que ela desenvolveu com o tempo - e tirar fotos delas, mesmo que a pessoa não permita. A garota, também, é um pouco avoada e se perde fácil em lugares desconhecidos. Seus hobbies são lutar esgrima, por mais incrível que pareça, tocar violoncelo, tirar fotos e juntar uma coleção de imagens fofas no computador. Ela é libriana com ascendente em gêmeos.

Gostos: Coisas fofas, pessoas fofas, stalkear, cultura oriental, tirar fotos, viajar, tons pasteis, esgrima, macarons, Love & Joy, música francesa, Erik Satie, Kanon Wakeshima, alpacas, lhamas, pandas, coelhos e a maioria dos animais muito peludos.
Desgostos: Pessoas que comem coelhos, ser stalkeada ou surpreendida, comida azeda e escargot.
Medos: Pessoas feias, pessoas mais feias ainda e otakus.
Sonhos: Cursar faculdade de fotografia, se tornar uma grande fotógrafa, publicar livros com suas fotos, ter uma alpaca chamada Blanc e uma casa em Tokyo.

História: Monique nasceu em uma família rica e nobre na França, aliás, sua mãe é descendente indireta da família real francesa e se orgulha disso, mas a garota nunca ligou e sempre quis ter uma vida o mais normal possível. Ela cresceu em uma grande mansão e foi educada a seguir certas tradições da família como praticar esgrima e aprender a tocar algum instrumento, as quais ela recusou-se a aprender de início, porém acabou descobrindo uma paixão pelo esporte e pelo violoncelo. Entretanto, essas paixões não passaram perto de sua paixão por fotografia, desde quando ela tinha por volta de uns seis anos e descobriu a câmera do pai no escritório ela não parou mais, e essa seu amor pelas fotos só foi crescendo conforme ela desenvolvia outro amor pela beleza do mundo, ou das coisas fofas como ela mesma diz.

Ela sempre viajou nas férias e recessos escolares e sempre gostou muito disso, mesmo tendo visitado a maioria dos países europeus o que mais chamou a sua atenção foi sua ida a Tokyo, aquelas garotas que se vestiam como bonecas e a quantidade de coisinhas fofas que ela podia comprar lá a fascinaram. A loira voltou para casa determinada a se juntar a elas e conseguiu porque ela acabou aderindo ao estilo fairy kei, que na sua opinião era muito melhor que o dos garotas vestida de bonecas, aliás com um bônus dela ter aprendido o suficiente de japonês para se virar por lá - porque aparentemente os japoneses não são bons em inglês ou francês. Monique tinha uns onze anos na época. Depois disso ela viajou para a China, adorou os pandas e para a Coreia do Sul, adorou as idols, entretanto na opinião dela nenhum deles superava o Japão, ou a capital das coisas fofas como ela mesma diz.

Com quatorze para quinze anos Monique pediu para os seus pais que fosse fazer intercâmbio no Japão e ela teve sorte porque teve um de seus sonhos realizados, eles concordaram. A garota viajou novamente para Tokyo e começou a cursar o ensino médio lá, usando aquele uniforme de marinheira e dormindo em um alojamento - porque ela não gostava de ficar em uma casa sozinha, apesar de poder fazer isso. Porém, tudo mudou uma noite quando foi acordada pela colega de quarto e soube que elas teriam de sair do prédio porque houve um vazamento de gás, ela saiu, mas voltou correndo quando percebeu que tinha esquecido a câmera e não conseguiu mais voltar. A loira desmaiou com o cheiro, uma pequena fagulha de um fio desencapado fez com que parte da construção explodisse e o caso foi abafado da mídia, claro.

Como você imagina a sua personagem transformada?
Spoiler:

Algo assim, como uma versão gijinka da Charlotte, ou uma mahou shoujo loli.
Nota: a imagem tá redimensionada q


Última edição por Amëthysne em Seg Dez 08, 2014 1:39 pm, editado 2 vez(es) (Razão : corrigir errinhos)
avatar
Amëthysne
Guardian
Guardian

Feminino
Mensagens : 530
Idade : 23
Localização : Reino dos gatos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas

Mensagem  SG Blue Deft em Sex Dez 05, 2014 9:53 am

Nome:Carlos Eduardo Scalleta
Idade: 22
Nacionalidade:Brasileiro(Descende de italianos)
Imagem:
Spoiler:
Aparência: (1,75 de altura;olhos castanho claro)

Personalidade: (Super engraçado,sempre quer ver as pessoas felizes e sorrindo,mesmo que ele esteja triste,sempre demonstra felicidade.
Quando comete um erro com alguém raramente* pede desculpas verbalmente.
Não gosta de brigas e sempre tenta reconciliar pessoas que brigaram por motivos banais e não enxergam isso enquanto a raiva prevalece.
É romantico mas também tem grande personalidade,não é manipulavel e quando tem uma determinação vai atrás dela até o fim.)
Gostos: (Gostas e pessoa que como ele sempre estão sorrindo e adora animais de todos os tipos :3.
Gosta de Fut.Americano,ADOOORA JOGOS ELETRONICOS,odeia falar de futebol europeu mas gosta de assistir.
ADOOOOORA ESTUDAR HISTORIA!!!!MANJA TUDO!!
Gosta de atirar porém n é violento...)
Desgostos: (Não gosta de tarefas domesticas,pessoas que falam pelas costas,brigas,pessoas escandalosas(BARRACO!) ....isso é tudo pessoal :3 )
Medos: (Medo de morrer ainda novo,MEDO DO APOCALIPSE ZUMBI :c )
Sonhos: (Formar Familia, ter um emprego que o faça feliz e viajar por todos paises do mundo e aprender culturas novas *-*)

História: Teve uma infancia saudavel na qual cultivou amizades que duraram por toda sua vida,sua adolescencia foi o periodo em que mais aproveitou a vida.
Conheceu varias pessoas na qual colocou confiança porém,um dia quando estava saindo com seus melhores amigos,os que ele mais confiava,os que mais amava notou algo estranho.Em um lugar escuro pelas ruas de São Paulo bandidos estavam espancando um pobre senhor pois ele não tinha dinheiro,ao interferir na situação (ele não sabia que eram bandidos) ele é baleado e cai no chão.
O maior medo que ele tinha que era morrer novo estava prestes a acontecer e ele sabia disso!
Ele chora e pede ajuda enquanto os bandidos fogem da cena do crime.
Seus amigos apenas correm e olham para trás com medo!
eles sabem que deixar seu amigo ali agonizando no meio de uma rua escura na beira da morte era uma covardia e após algumas horas eles resolvem voltar,porém carlos ja estava morto e ninguém havia ao menos tirado seu corpo da rua.


Como você imagina a sua personagem transformada? (naom sei inventa aí ;-Wink
avatar
SG Blue Deft
Zombie
Zombie

Mensagens : 32
Localização : De skate eu vim,de skate eu vou...

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas

Mensagem  Istyar em Seg Dez 08, 2014 3:33 am

Nome: Isaac Neves.
Idade: 18 anos
Nacionalidade: Br

Imagem:
Spoiler:
Aparência: Cabelo castanho escuro, daqueles que ficam meio ruivos ao sol, curto e arrepiado pra tudo quanto é lado. Olhos verde esmeralda, lindos e expressivos, mas que quase sempre tão expressando mesmo é descontentamento e olha lá. Sua face parece congelada no estado de irritação em que esteve desde que nasceu e viu que o mundo era uma bosta, e não vai sair disso tão cedo - Isaac não sorri, e pronto. É baixinho e odeia isso também, e cora fácil quando está nervoso ( o que é sempre ) e tem um senso de moda que dói na alma. Têm a pele branca cheia de sardas, um físico magrelo e emanaria uma alta taxa de ferormônios homossexuais, se essa parada sequer existisse.

Personalidade: Isaac é raivoso. A personalidade de Isaac usa do fato de nada nunca, nunca mesmo, nem fodendo, dar certo pra ele para alimentar sua revolta interna - que ele normalmente suprime até que não dá mais e então joga tudo isso na primeira pessoa que aparece - como um desastre natural. Não sente culpa por isso, entretanto, porque quer que as pessoas se afastem dele. Ele sabe que elas vão machucá - lo e protege seu interior sensível de florzinha com uma casca grossa de espinhos - e na barganha, ainda poupa elas de terem que lidar com sua língua ferina e sua constante irritação e revolta. No fundo (bem no fundo), é um amigo leal e fiel e bom pra caralho e cheio das qualidades boas, mas elas estão adormecidas - quase morrendo, na verdade - e sinceramente, que diabos iria querer ser amigo de um merdinha dessas o suficiente pra descobri - las? (Também é meio paranoico.)

Gostos: Ser deixado em paz, videogames antigos, tirar um cochilo, gatos, animais não - predadores em geral, ser deixado em paz, chá, música alta que impede ele de escutar a burrice alheia, ser deixado em paz, tocar bateria alto e ser deixado sozinho durante sua pratica por este motivo, plantas, ser deixado em paz, internet, livros de conspiração, apreciar a grande ironia da vida, misticismo, coisas exóticas, e por último e mais importante: ser deixado em paz.
Desgostos: Ser o cara que não tem onde sentar na escola, ter que ir pra escola, trabalhos que a base da nota são trabalho de equipe, qualquer parada que ele tenha que fazer em equipe, gente torrando seu saco, gente falando dele pelas costas, sua fama constante de homossexual, Granizo (o que é irônico, porque seu sobrenome é neve), Frio, multidões, gente extrovertida e/ou calma demais.
Medos: Ter que interagir com várias pessoas ao mesmo tempo, continuar azarado e se fodendo em tudo o que faz pelo resto da vida, ser realmente homossexual, morrer sozinho, matarem o seu gato, estar no meio de multidões por um grande período de tempo, e o pior deles: ter que ficar de papo com gente feliz. (Ele é muito alérgico a felicidade e não aceita essa situação de maneira alguma).
Sonhos: Arrumar as malas e se mudar pra torre que ele mesmo construiu equipada de tudo que um garoto precisa pra viver sozinho pelos próximos 20 anos em mantimentos, conforto e pornografia e de lá  comandar um exército que teria como missão principal não deixar que o mundo real o encontrasse e enfim relaxar com seu gato, calmo e completo por dentro, enquanto dedicava o resto de sua vida a ser rico, ver netflix, jogar, arranjar um namorad- COF, UMA GATA COM PEITÕES PRA EXIBIR PROS AMIGOS QUE NÃO TÊM, sobreviver ao ensino médio, ser aceito pelo merdinha que é, sobreviver a sua mãe pegando no seu pé, férias no caribe, chances de que se dê bem na vida um dia.

História: Isaac nasceu de uma costureira e um contador, o ápice do normal, e pra falar a verdade, nunca foi muito feliz. Era um bebê que chorava muito, uma criança covarde que sofreu bullying e ainda chorava muito, um loser que sempre perdia em tudo e chorava muito pra sua mãe, e cresceu num adolescente que trocou as lágrimas por falsa bravata. Desde sempre, em sua vida ordinária, escutava coisas ruins sobre si mesmo, e sua auto estima desceu, sua raiva subiu, e no fim virou isso daí. Tinha poucos colegas, quando os tinha, e colocou na cabeça que melhor ser sozinho do que ser acompanhado por aquele tipo de merda que a sociedade produzia manipulando as massas e suas crianças pra se tornarem daquele modo superficial e abastado. Claro que seu temperamento não tinha nada a ver com ser sozinho, a culpa era dos outros. O bullying ia subindo e subindo e ele ia ficando pior e pior e pior, e no fim das contas, no seu aniversário de 18 anos, foi encontrado morto por asfixia com a gravata de seu próprio uniforme após ser trancado na sala de aula pelos outros alunos por 12h seguidas.

Como você imagina a sua personagem transformada?
Spoiler:
]
Com essa roupa extremamente máscula e coladinha a sua figura, que permite liberdade de movimentos, sinaliza pros seus reforços onde está  a 5 metros de distância a noite (o sinal é ele. Viva o neon!), e ainda deixa sua bunda durinha e arrebitada.
avatar
Istyar
DearS
DearS

Feminino
Mensagens : 156
Idade : 27
Localização : Over the hills and far away.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas

Mensagem  Anny Sakamoru em Dom Dez 14, 2014 10:33 am






Warna Savann

- Dados Base
Feminino; 18 anos, Finlândia.

- Aparência
Corpo magro e baixo, média de 45 KG e 1,60 de altura, não é tão baixa em relação as meninas da sua idade, mas seu rosto e curvas corpóreas deixam uma imagem bastante infantil em sua entidade. Pele lisa, livre de falhas ou problemas da idade, sem espinhas, marcas nem cicatrizes, rosto arredondado, contudo bochechas magras que apenas delineiam o conjunto. Seus olhos são bem clareados mas ainda assim em um tom marrom, contrário ao cabelo, que é totalmente escuro, cortado e repicado a altura do osso mandibular, acompanhando o formado do seu rosto. Lábios finos, pequenos e bem claros, porém sempre escondido pelo batom, corpo livre de curvas e volumosidade, estrutura óssea pequena e mais fragilizada, formando assim estruturas como cintura, quadril e ombros finos, também pés e mãos pequenos.
Suas roupas variam entre o adorável e o gótico, mas normalmente procura encaixar os dois em suas combinações. Sempre anda com algum acessório diferente, normalmente uma gargantilha preta, uma presilha mais "anormal", algum laço, isso a faz se sentir caracterizada.

De modo geral, tem bastante fotos, já que gosta e se diverte fotografando, porém seu próprio corpo e rosto não é o seu objetivo, mas aqui estão algumas que podem ser usadas para caracterizar a descrição: Photo 01 Photo 02
- Personalidade
Quieta e calma quase que o tempo inteiro, e quando perde uma dessas características, é a quietude e o silêncio, a calma nunca! Procura evitar problemas, mesmo que saiba que, para conseguir o que quer, tem que passar por alguns muitos, o que a torna menos ambiciosa do que seu histórico deveria tornar-la, sua calma e tranquilidade a fazem preferir ficar em um estado de latência que correr atrás de problemas e vitórias.
Nada preguiçosa, mas também não gosta de fazer o que não é necessário, em sua cabeça, julga as coisas o tempo todo para decidir o que é necessário e o que não é, e se achar que não, simplesmente não fará, a menos que venha de uma ordem superior. Ah é! Bem lembrado, ela é extremamente obediente também, adora ser elogiada por isso e se orgulha de tal qualidade, que para ela, é a coisa mais digna de uma pessoa: Obedecer o mais forte. Um dia, quando for mais forte, ela mandará, antes disso, é bom que obedeça, esse é mais um jeito de sair da zona de problemas e ficar no conforto da calma.
Feminista não militante, cética, interessada, estudiosa e curiosa, essas são palavras que define Warna, além de calma e quieta que já foram ditas.

+Gostos: Sorvete, Cookies, Cozinha, Fotografar, Ambientes Calmos
+Desgostos: Alvoroço, Moralistas, Sex Appeal exagerado.
+Medos: Agulha, Pessoas em surto de Psicose, Perder a Consciência.


- História
Causadora de um parto complicado, depressão pós parto e pouco interesse da parte materna, pelo menos quando recém-nascida, a vida de Warna era um problema, inicialmente, foi necessário meses de psicólogos e psiquiatras para que finalmente tivessem uma boa relação maternal. Seu desmame foi rápido e seu histórico inicial quase que gritava que a relação mãe e filha, nesse caso, seria nula ou até negativa, porém não foi assim, ao decorrer do tempo, Katlen, sua mãe, se tratou e decidiu passar o resto do tempo que perdeu, no início, recuperando o laço e o tempo perdido com sua filha, antes dos 4 anos de idade, ou seja, ainda a tempo de ver sua infência, pré-adolescência e juventude de perto. Com uma mãe 100% dedicada a filha a partir daquele momento, a garota então nunca se sentiu sozinha, mas também nunca pressionada, fora filha única por quase toda a sua vida e não teve problemas nenhum com a segunda gravidez tardia de sua mãe, mais precisamente, quando a garota tinha 16 anos e sua mãe 47.
Teve uma vida bastante normal, amava tanto o pai quanto a mãe, mas era sempre para a figura feminina que ela chorava, de maneira leve e delicada, nos fins dos dias, seja por causa da amiga que brigou com ela, o namorado não compreensível e os problemas da idade que ela sempre passava. Conselheira e amorosa era a maneira que ela acalmava a filha, poucas pessoas conseguem ter uma vida calma como Warna tinha, e ela se orgulhava, mais do que tudo, disso, de não ter problemas mais sérios, de não ter que lidar com isso e, também, por conseguir manter a calma e se enfiar dentro do seu mundinho alternativo, onde um casco de tartaruga a protege de fatores externos graves.

Após anos de leveza e hormônios padronizados, a garota já estava muito próxima da maior idade plena, a idade onde tudo é apresentado a ela, e por ironia de algum destino, fora quando estava na sorveteria, com alguns amigos, que teve uma ruptura de fase e da sua mentalidade, pena que isso não durara muito, já era jovem, com seus 17 anos, quando, sentados na mesa 02, dividindo um MilkShake com mais dois amigos, um casal entrou pela porta, totalmente desmascarados, e anunciaram um assalto, a mulher fora responsável pelos tiros no teto e no chão, enquanto o homem era o anunciante de desrespeitos e ameaças, xingava, ordenava e botava em prática todos os métodos verbais que conhecia. Começaram de trás para frente o processo de recolhimento, parando exatamente na mesa dos nossos protagonistas quando a polícia chegou do lado de fora, anunciados pela sirene. Foi então que tudo se complicou, inicialmente houvera só um anuncio de reféns, outrora, os reféns eram exclusivamente a mesa 02, já que a 01 estava vazia, isso fazia com que o clima tornasse tudo pior, a regra era: Se algum policial entrar, eu mando bala. Porém, julgando-se espertos, a tropa procurou a porta de trás e tentou uma abordagem traseira, tal estratégia resultou em um tiro, bem no centro da cabeça, no melhor amigo de Warna, Phillip, gritos foram ouvidos por todo o canto, a menina-morena só abaixou a cabeça, fechou os olhos e tentou ignorar tudo ao seu redor, quando levantara o rosto finalmente, os dois membros do casal estavam a puxando para fora dali, o homem a usando como escudo e a mulher usando sua amiga Fánna com o mesmo intuito. A sorveteria foi liberta de assaltantes, mas agora as duas amigas eram reféns dos dois, ficaram um mês em um armazém, sem se alimentar direito, tomando pontapés e chutes quando reclamava de fome, sede ou algo parecido, porém nunca eram torturadas na integra da palavra, o homem nem sequer ligava para pedir resgate, parece que nesse meio tempo, ele só estava tentando não ser preso e se livrar delas, pensava como as duas garotas podiam ser úteis nisso.

Na quarta semana naquele armazém, a protagonista completou seus 18 anos, seu presente não existiu como queria, ao invés disso ganhou o privilégio de ouvir uma briga entre o casal de sequestradores, uma gritava "Você não pode fazer isso!", o outro "Não tem motivo para deixa-las aqui, são despesas inúteis, e não podemos solta-las".
Quando deu meia-noite, anunciado pelo sino da igreja próxima, as duas se abraçaram, a porta principal do armazém abriu e dois tiros foram dados.

- Tranformação
Seus olhos clareariam e teria um ar mais "odioso", a garota provavelmente seria explosiva e imprevisível, além de agressiva, é claro. Fisicamente, teria suas sobrancelhas mais fechadas, uma ternura inexistente em suas expressões e perderia toda sua sanidade, além de tornar-se uma atiradora nata e não parar de falar um segundo Photo 01







ty, pudiim *-*:
Awards!! 2012  :

Obrigada gente *-* Por votar em mim, e por deixar o reino de paus ativo *3*
Awards!! 2013  :

Valeu *-*

- Meus Mascotinhos -

 Panda Panda Panda Panda Panda Panda Panda Panda Panda Panda Panda Panda Panda Panda PandaPanda Panda Panda Panda Panda Panda Panda Panda Panda Panda Panda Panda Panda Panda PandaPanda Panda Panda Panda Panda Panda Panda Panda Panda
avatar
Anny Sakamoru
Rozen Maiden
Rozen Maiden

Feminino
Mensagens : 2088
Idade : 20
Localização : No seu coração <3

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum