Entrada

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Entrada

Mensagem  Ai-chan em Seg Abr 08, 2013 1:15 am

Parados na entrada, estavam três pessoas: Erik, Blanche e Garry. Os dois rapazes conversavam enquanto a garota olhava para o céu, pensativa, imaginando o que BT havia roubado de William, já que Thomas não quis lhe contar. O albino era amigo de infância da moça, então a notícia a abalou de leve.



- Então, entendeu? Black Time é um ladrão, ele tem a habilidade de roubar qualquer pessoa e querem detê-lo a todo custo. Por mim, poderíamos apenas matá-lo que já estava de bom tamanho. - revirou os olhos, irritado, então encarou o portal, esperando os forasteiros chegarem.



- Terá sua chance, Erik. - balançou a cabeça e suspirou, sorrindo para não causar uma má impressão nos desconhecidos.

A frente da mansão era grandiosa, havia uma grande fonte, um mosaico que levava até a porta, jardins dos lados, portões grandes com grades de ouro. A porta de entrada era gigantesca, com 3 metros de altura e 5 de largura, era feita de carvalho e toda talhada a mão, com desenhos de uma animada festa.


  Panda  Panda  Panda  Panda  Panda  Panda 

Spoiler:




Muito obrigada!! Eu amo vocês. ;;
avatar
Ai-chan
Ai-chan
Ai-chan

Feminino
Mensagens : 1616
Idade : 21
Localização : Underland yeah yeah~ \o\

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Entrada

Mensagem  Iuajen em Seg Abr 08, 2013 10:58 am

(Obs: Como ainda estou sem avvie, eu vou colocar uma imagem só pra representar meu personagem mesmo, quando meu avvie for criado, eu edito o post e troco. P.S: Se você ai-chan quiser continuar com a imagem e só colocar o nome com aquelas letras bonitas que eu não sei onde vcs acham, pode.)



Garry olhou aquela quantidade de seres e ficou um pouco animado. Não o suficiente para sorrir ou para demonstrar, mas em seu íntimo conhecer a natureza profunda deles seria extremamente gratificante. Após ser trazido por William para aquele bosque, Garry estava em frente a um grande portão onde um garoto de cabelo encaracolados emitia uma grande aura de emoções. Indagando o motivo disso, ele se dispôs a conversar com ele, para conseguir algumas informações.

Então... Garry deu uma pausa, e escolheu melhor suas palavras.
Olá, do que isso se trata? Ouvi rumores sobre um ser chamado Black Time, algo relacionado a um ladrão e Wonderland.

Mais do que rumores e bem mais relacionado a Wonderland do que ele quis dizer, fora o que entreouvira quando passou por um sonho de um cidadão de Wonderland, porém preferiu saber de alguém que parece ter algumas informações mais precisas do que um mero passeante.
Ao mesmo momento viu, criaturas vindo também ao portão, eram o grupo mais estranho que já vira, várias raças estavam juntas, algumas ele desconhecia, outras ele já ouvira falar, e outras ele sabia tudo a respeito. Uma excitação ainda maior do que ele provara ao chegar ao portão tomou conta de seu corpo, mas ainda sim se segurou, depois de pegar informações ele iria interagir com aqueles seres.
E então esperou a resposta de Erik, encarando aqueles olhos vermelhos com tal intensidade, que Garry estava a um passo de invadir aquela mente e descobrir tudo a respeito dele, porém, preferiu não se mostrar diante dos outros, e preferiu também ouvir por boa vontade do que invadir algo privado na mente do garoto, Garry não gostava da ideia de impor aos outros a sua sede de informações, era melhor na opinião dele, fazer com que as pessoas as expusessem de boa vontade e assim criar um vinculo de confiança entre eles.
Se virou aos restantes e com um aceno de mão e um sorriso no rosto disse a todos:

Olá, a todos vocês, me chamo Garry, Garry Nikki. Ele os fitou por um momento, tentando causar uma boa imprensão, assim como a garota.

Depois se virou novamente para Erik e novamente encarou aqueles olhos vermelhos com a mesma intensidade de antes.


Última edição por Iuajen em Ter Abr 16, 2013 6:05 pm, editado 1 vez(es)



Mwhahahahaha :




Pudiim <3, /o/
avatar
Iuajen
Guardian
Guardian

Masculino
Mensagens : 265
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Draken em Dom Abr 14, 2013 1:28 pm

Como Aera odiava passar por portais. A sensação era um tanto... Agoniante. Essa sensação de membrana viscosa lhe envolvendo o corpo... Os arrepios eram tantos que ela mal conseguia se conter. Suspirou, soltando o resto de fumaça que havia em seus pulmões logo antes de tragar o cachimbo novamente.

Finalmente abriu seus olhos, conseguindo enxergar um portão gigante, todo feito de carvalho. Uma faísca de raiva brotou dentro da jovem mstenia. Ela não gostava da ideia de árvores serem derrubadas para virarem meros portões, mas a obra de arte ali presente, era, sem dúvida, magnífica. Não se pode reconstituir uma árvore depois de derrubada, então nada podia fazer. A grande fonte lhe chamou a atenção também. Talvez aquele elemental idiota e a garota-ventinho pudessem ter outra briga ali. Ou não, visto que eles estão se pegando agora. Não conseguira proteger a castidade da moça, sentiu uma pontada de decepção.

Expirou a fumaça pelo nariz e voltou-se para as pessoas que estavam ali presentes. Eram três: Um cara de cabelos brancos e profundos olhos vermelhos - e ela podia afirmar que este, com certeza, já havia provado do gosto de uma ótima batalha -, uma garota de cabelos castanhos e olhos verdes - que tomou a atenção de Aeris e parecia recusar deixá-la ir -, e só depois de um tempo conseguiu encarar o terceiro, um jovem estranho que se apresentou como Garry Nikki. Ela pressentiu que deveria tomar cuidado com o tal ser, talvez por não conhecer sua raça. Acenou casualmente para o garoto e murmurou um "Aeris" pouco audível, antes de voltar-se para a moça de cabelos castanhos [Blanche].


- E então...?

Tragou o cachimbo novamente, e um brilho ligeiramente vermelho passou pelas iris de Aeris. Ela estava ficando com raiva. A caçada estava tomando muito do seu tempo. Ela não gostava de coisas complicadas, ainda mais quando seus parceiros eram todos uns molengas que mal sabiam cooperar entre si. Nada podia fazer, a não adaptar-se à situação. Após diluir a fumaça em seus pulmões, começou a eliminá-la pausadamente, pela boca, enquanto encarava alternadamente os três ali presentes, esperando uma resposta. Apesar de ter quase certeza de que o de cabelos roxos não fazia parte de Wonderland. Seu cheiro era diferente. Peculiar. No mínimo, estranho.



ankoku jidai
avatar
Draken
Draken
Draken

Masculino
Mensagens : 2065
Idade : 23
Localização : MG.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Iuajen em Dom Abr 14, 2013 5:35 pm

Garry que ainda estava encarando aqueles olhos vermelhos de Erik, foi surpreendido por uma resposta feminina atrás dele.
Draken escreveu:

"Aeris"
Era um murmurio, e ela parecia apreensiva de alguma forma. "Será que ela conseguia ver por trás de meu disfarce humano? Ela sabia do que eu era capaz e sobre minha raça? Não... Impossível... sou o único da minha espécie que vive nesse mundo, nenhum outro conseguiria sobreviver..." No meio do pensamento outra fala o pegou desprevenido.
Draken escreveu:

E então...?

Agora que Garry reparava nela, ele não conhecia tal raça, era parecida com os aspectos dos Druidas, mas a forma do corpo e a pouca pelagem eram algo que ela não tinha, não tinha também um aspecto animalesco, porém parecia ser ligado a natureza. Garry não sabia explicar, porém anos vendo semelhanças entre raças o deixou com o poder dedutivo apurado.
Percebeu então os olhares que ela lançava, variava entre os três que estavam a frente o portão, incluindo ele mesmo. Então deixou de olhar para Erik e concentrou-se em Aeris. A palavra o trazia memórias, "Aera" significa atualmente "Era" ou "Época", Porém "Aer" significava "ar", não sabia se havia algum significado atrás do nome dela, porém várias dúvidas além dessa foram surgindo em sua mente em relação a raça dela e a ela mesma.
Quando foi responder porém, Aeris tirou o cachimbo e começou a tragar, por um momento ele pensou que tinha visto um laivo vermelhos transpassar pelos olhos dela, mas achou que fora apenas ilusão, porém ele havia se interessado mais, laivos vermelhos nos olhos em outras raças mais agressivas, significava fúria, raiva que estavam prestes a liberar, lembrou-se de um sonho de um Berserker no qual ele se pintava com o sangue dos adversários e seus olhos brilhavam ao luzir da lua, eram tão vermelhos quando a rosa que Ib mais gostava.
Porém ele não gostava do cheiro, franziu um pouco a testa e abanou a fumaça com uma das mãos, e depois continuou a encarando, até conseguir formular alguma coisa decente a dizer, coisa que levou um certo tempo, já que as perguntas que ele mais queria fazer eram: "Qual é sua raça?" "Posso entrar em seus sonhos?" "Se Importa em me dizer a origem de seu nome?" E nenhuma delas eram aceitáveis para iniciar uma conversa com uma pessoa que mal conhecera, então foi com:



Você também está aqui por causa de Black Time não é mesmo? Era uma pergunta retórica, ele sabia que sim, mas preferiu deixar que ela inicie uma conversa, ele não tinha muito o que falar. Porém tentou dar continuidade, para parecer mais amigável.
Tome. Garry tirou do bolso do seu casaco uma bala de limão e jogou para ela. É de limão, é um pouco azeda. Mas é muito boa. E então sorriu.
"Minha bala... minha bala de limão..." Lamentou-se Garry em sua cabeça, ele ainda havia muitas balas, mas adorava aquelas balas e tinha certeza que depois que a última bala acabasse ele se arrependeria de ter dado essa.


Última edição por Iuajen em Ter Abr 16, 2013 6:06 pm, editado 1 vez(es)



Mwhahahahaha :




Pudiim <3, /o/
avatar
Iuajen
Guardian
Guardian

Masculino
Mensagens : 265
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Yami em Dom Abr 14, 2013 10:21 pm

Percebeu o gesto de Arent e apenas deu um olhar que dizia "E você acha que eu não sei?", não era uma pessoa do tipo que se importava com namoros sérios ou coisa parecida, até porque nunca teve tempo pra isso, quando vivia na sua aldeia sua preocupação era beber com os amigos e aprontar, quando foi expulsa e viajou para o reino de Iara se focou em treinar e ficar forte para aguentar as agressões daquela gente, então seus sentimentos sempre ficaram em segundo plano, hoje em dia sua vida "amorosa" se resumia a casos de uma noite e nada mais.

Botan-chan escreveu:


- Que porras é Shonganashana? - Perguntou assim que alcançou a garota, dando uma mordida no doce que tinha pego antes de entrar no portal assim como os outros.

Entrou no portal com Arent em seu encalço, já mais familiarizada com a sensação e escutando o elemental perguntar sobre Shonganashana, deu um largo sorriso, amava falar sobre as lendas e casos que haviam em sua aldeia. Pigarreou, ajustou o tom da voz, dançou o lek lek e assumiu o ar de quem iria contar um grande conto épico, iniciando assim sua (nem tão) fabulosa narrativa.



-Shonganashana, Shonguinha para os íntimos, era um feiticeiro de lá da minha aldeia, mas ao contrário da maioria deles, que eram pessoas boas e honestas como meu ilustre padim Raimundo, ele era um ladrão, safado, preconceituoso e galinha de marca maior da quinta categoria! Dai um dia, numa das festas de lá ele flertou com uma garota, ela correspondeu toda feliz e eles foram pro quarto rapidinho atender ao chamado da natureza, sacomé né? -
Deu um sorriso malicioso - Quando eles chegaram lá, Shonganashana se assustou, porque a garota num era garota, era um kinder ovo! No desespero ele disse todos os xingamentos e mais alguns pro cara, que ficou puto da vida e avançou em cima de Shonganashana, dai, cê sabe, quando um sitium se enfurece tem que ser um feiticeiro MUITO bom pra parar a criatura na base da mágica, coisa que Shonganashana não era, então eles partiram pra porradaria, o kinder ovo arrancou as bolas do Shonganashana e o matou, desde então dizem que o fantasma do Shonganashana vaga por esse mundo, aparecendo para todos os kinder ovos e traps da vida dizendo "ME DEVOLVA AS MINHAS BOLAS!"

Encerrou a narrativa com uma pose épica e uma sensação de dever cumprido, se tinha uma coisa que gostava na sua raça era o folclore, viu a luz que indicava o fim do portal se aproximar e fez um breve comentário antes de sair.

-Se aparecer algum fantasma gritando isso pra Sophia, ela é um kinder ovo, se não aparecer, relaxa e goza -
Riu enquanto saia se deparando com algumas pessoas que ela não conhecia, com exceção óbvia da sua (nem tão) querida chifruda grega. Olhou para a porta da mansão e seu queixo só não caiu porque seus ossos eram bem presos, todo mundo naquele lugar era rico por acaso?

-IAÊ CAMBADA! - Saudou com um aceno geral e escutou o nome do novato - Gary Nikki? Tipo Mirai Nikki? - Riu de leve - Podem me chamar de Gumyllia por enquanto - Acenou e voltou sua atenção para a garrafa de anti-séptico, bebendo mais alguns goles - Querem? - Ofereceu por educação.
avatar
Yami
Guardian
Guardian

Feminino
Mensagens : 658

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Draken em Dom Abr 14, 2013 11:07 pm

A garota logo percebeu que estava sendo analisada, e não pode deixar de sorrir. Esse ser de cabelos roxos certamente sabe como tomar seu passo antes de tomar qualquer ação contra qualquer um. Soltou um resto de fumaça que ainda estava nos pulmões pelas narinas. Sorriu de modo desafiador e desviou o olhar rapidamente para os outros dois, antes que parecesse que ela estava o encarando. A última coisa que a mstenia precisava agora era de uma briga. Aeris não corria de uma briga, mas agora algo bem maior estava em jogo, então pospor seria a melhor opção.

O cheiro que o ser à sua frente carregava era - de certa forma - insuportável. Não que ele fedesse nem nada do tipo, mas era um cheiro que simplesmente não existia na Terra. Mesmo que ela não tivesse visto tudo o que já existiu ou existe no mundo, por sua ligação com a natureza, ela consegue saber se o cheiro é terrestre ou não. Mesmo que tenha sido algo produzido e manipulado pelo homem, de toda forma, veio da natureza em si. Natureza que era sua mãe. E a natureza não reconhece o odor que Garry exala. Portanto, para Aera, o odor não é conveniente. Pelo menos não até ela se acostumar.

Percebeu que o jovem não gostou do cheiro da fumaça do tabaco, e tomou uma nota mental de não soprá-la mais na face dele. Iniciar uma conversa com algo que já se sabe não é muito inteligente, mas entendia o misterioso Nikki. Também não era muito boa em iniciar conversações, mas já tinha alguma ideia do que queria dizer. Por reflexos involuntários, aparou a bala que Garry lhe lançou e guardou-a em seu manto mágico.

- Muito obrigada Mr. Nikki, guardarei para mais tarde. - Deu um sorriso. Praticar expressões faciais para a interação com os humanos nem sempre se mostrou inútil. - Então, de onde vem?

Foi uma pergunta casual, e tudo estava bem tranquilo, até escutar uma certa voz acompanhada de um certo cheiro. Era ela. A fedorenta-também-conhecida-como-esgoto-ambulante Dory. Tapou o nariz rapidamente e bateu o cachimbo em seu braço direito para retirar as cinzas. Girou-o habilmente entre os dedos de sua mão esquerda e depositou-o dentro de seu manto.

- Estava tão bom aqui - Suspirou ao ver alguns dos animais sensíveis ao cheiro se afastarem - Até a senhorita cheirosa aparecer.

Revirou os olhos e ficou encarando o portão gigante.



ankoku jidai
avatar
Draken
Draken
Draken

Masculino
Mensagens : 2065
Idade : 23
Localização : MG.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Iuajen em Seg Abr 15, 2013 9:23 pm

Estava ficando um pouco preocupado. Garry guardou o uso do "Mr" que a garota usou, parece que ele não havia sido simpático o suficiente para ser tratado sem formalidades, mas ele pesou também ser da personalidade da garota, querer ser formal com alguém que ainda não conhece, porém a pergunta o preocupou, ele não conhecia a raça, então não saberia dizer se mentir dizendo que era um simples humano adiantaria. Dizer que era um demônio dos sonhos também não iria adiantar, ninguém no mundo terreno jamais havia visto um andar por ai, e dificilmente alguém conheceria aquela raça, demônios devoram os sonhos, então os que conhecem ou estão mortos ou estão em estado vegetativo, com a exceção de Ib, Madotsuki e outras pessoas que Garry se tornou amigo e acompanhou do início da vida até a morte, mas não havia nenhum ser vivo atualmente que soubesse de sua existência. Mas novamente estava cometendo o erro de pensar de mais na frente das pessoas, no meio de uma conversa.
Após agradecer a bala, a garota o perguntou e onde ele veio, e isso gerou tais indagações citadas anteriormente. Mas ele precisava responder alguma coisa, alguma coisa que independente da raça e de suas características especiais poderiam aceitar como resposta.


Eu vim de... No meio da frase alguns passos e algumas vozes chegaram aos seus ouvidos, e o fizeram virar completamente, ouvira alguma coisa sobre bolas e sobre kinder ovo, mas depois essa mesma voz se aproximou saudando de forma informal e perguntando a mim sobre Mirai Nikki, o que eu sabia que era um anime sobre diários do futuro em forma de celular.
E novamente lembrou de Chie, fora ela que o nomeara, dissera na época que Nikki significava diário e que nele podia depositar tudo o que queria, e que somente ele guardaria os maiores segredos de alguém, disse-lhe também que confiava mais nele do que tudo no mundo.
E então Garry sentiu raiva, muita raiva, não de Gumyllia, mas dele mesmo, as lembranças ainda o atormentavam, e ele jamais iria se perdoar por isso, mas não demonstrou, apesar de que o tom de seu rosto se tornara bem pálido e seus olhos ficassem mais opacos.
Continuou a frase que antes começara virando-se novamente para Aeris.
Eu vim de uma dimensão não-terrena. Algo que ainda não deve ser compreensível para seres terrenos por mais que a raça esteja ligada a tais dimensões. Mas não há razão para esconder o que sou, sou um demônio dos sonhos, vim de Yumenia, uma cidade que é habitada por apenas minha raça.
Virou-se então para Gumyllia, e como era digamos, descolada, tais seres aprendera Garry, não hesitam em demonstrar seu verdadeiro eu, então também era interessante, poderia descobrir sobre ela depois. Estava acompanhada de um Elemental de cabelos roxos, porém não deu muita atenção a ele, ainda não havia mostrado sinais interessantes para se analisar. Decidiu conversar um pouco com Gumyllia mas quando começara a falar Aeris mostrou o que ele mais gostava de ver. Conflitos. Aeris Disse que o cheiro dela era horrível e ele tinha que concordar, não achava o cheiro muito agradável, era diferente do tabaco, era mais fraco, porém também fedia. E disse sem temer uma discussão, que ela estava arruinando o lugar.
Então Garry tinha que escolher as palavras muito bem e pela terceira vez quando tentou falar, foi outra vez interrompido, ela perguntou se alguém queria beber anti-séptico com a voz muito estranha.
Agora estava receoso, quem bebe Anti-séptico? Não pela taxa de álcool, não era possível, e o gosto? Bem há gosto para tudo nesse mundo dos vivos, e era exatamente para isso que ele estava ali, saber, conhecer e explorar cada desejo, a causa e sua origem. E então finalmente pode falar de novo.
Olá Gumiria... É isso mesmo? Seu nome é difícil de decorar, estava concentrando em alguns pensamentos, desculpe se errei. Ele havia errado de propósito apenas para saber a reação dela.
Então... E olhou para Erik e Blanche e depois para as pessoas que ali estavam.
Por que estamos na frente de um portão? Me explicaram sobre Black Time, mas não me explicaram ainda o porque de estarmos aqui na frente desse portão de um bosque, e eu tinha alguma esperança de conhecer Alice.
Garry sabia que Alice era cega, e sabia que seres cegos sempre, sempre possuem uma imaginação surpreendente. Em seus sonhos criam os sonhos mais criativos, eles criam algo do nada, sem nada para se inspirar. Criam mundos, e estes são originais, com suas próprias leis e próprios pensamentos. São em sua maioria deformes e de forma abstrata, mas são de longe os mais interessantes de se estar.
Virou-se novamente para Aeris, com quem antes estava tendo uma boa conversa, e queria continuar tendo.
E você? De onde vem?
Sentou-se ali mesmo, com a perna esquerda levantada e a direita esticada, colocou os braços em cima do joelho esquerdo e deitou sua cabeça em seus próprios braços, ainda olhando para Aeris e esperando uma resposta. Era daquela forma que Chie dormia quando estava lendo livros e acabava pegando no sono, porém agora estava relembrando um pouco mais feliz os momentos com Chie, sem perceber um sorriso se formava em seu rosto.


Última edição por Iuajen em Ter Abr 16, 2013 6:07 pm, editado 1 vez(es)



Mwhahahahaha :




Pudiim <3, /o/
avatar
Iuajen
Guardian
Guardian

Masculino
Mensagens : 265
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Ai-chan em Ter Abr 16, 2013 1:56 pm

Draken escreveu:- E então...?

Blanche encarou Aeris ao notar que ela olhava para si, então sorriu e cumprimentou-a com um aceno da cabeça. Viu outros dois vindo logo atrás dela, uma de cabelos verdes e outro de cabelos roxos. Riu levemente ao ouvir a lenda contada por Gumyllia, o povo daquela estranha criatura parecia bem... Diferente, por assim dizer. Se bem que não podia reclamar, pessoas de Wonderland podiam ser bem piores que eles.



- Senhorita Aeris, certo? Se importaria de esperar um pouco? Nem todos passaram pelo portal ainda, e pode ser que fiquem presos durante a viagem. - disse calmamente, olhando para o portal, e cruzou os braços, esperando os outros forasteiros chegarem. - Mas, diga, como foi a visita ao castelo? Eu soube que vocês foram atacados... Mas causaram muitos danos a Black Time também. - podia-se notar um brilho curioso nos olhos esverdeados da moça. Certamente, precisava ficar a par da situação para pensar no que fazer.

Yami escreveu:-IAÊ CAMBADA! - Saudou com um aceno geral e escutou o nome do novato - Gary Nikki? Tipo Mirai Nikki? - Riu de leve - Podem me chamar de Gumyllia por enquanto - Acenou e voltou sua atenção para a garrafa de anti-séptico, bebendo mais alguns goles - Querem? - Ofereceu por educação.

Blanche acenou de volta para Gumyllia, sorrindo, enquanto Erik apenas encarou-a como se dissesse "volte para o hospício, capeta" usando apenas o olhar.



- Não. - recusou o anti-séptico e analisou melhor quem ali estava. Uma... Parente de sereia que deve ter se banhado em lixo tóxico, aparentemente; um elemental, talvez um dos mais normais dali?; uma tábua de cabelos ruivos e uma mecha castanha, que fumava e pareceu ter algum interesse em Blanche; e tinha aquele que veio mais cedo, Garry, que não parou de encarar o albino até alguém falar com ele. Revirou os olhos, por que William teve que deixá-lo no Bosque? E para que ficar encarando-o? Se tinha algum problema, falasse na cara. Já sentia o sangue subir a cabeça e ela começar a latejar.

- Acalme-se, Erik. - ele olhou de canto para Blanche, que apenas sorriu para o jovem Dormouse antes de voltar a conversar com os forasteiros. Como se fosse uma ordem, ele respirou fundo e logo sua dor de cabeça passou.

Iuajen escreveu:Então... E olhou para Erik e Blanche e depois para as pessoas que ali estavam.
Por que estamos na frente de um portão? Me explicaram sobre Black Time, mas não me explicaram ainda o porque de estarmos aqui na frente desse portão de um bosque, e eu tinha alguma esperança de conhecer Alice.

Erik e Blanche olharam para Garry e arquearam uma sobrancelha cada, logo eles se entreolharam e o albino soltou um suspiro.

- Estamos esperando que outros venham para podermos entrar na mansão de Thomas. Há grandes chances do maldito do Black Time aparecer por lá, já que não há mais coisas para se roubar no resto do Bosque. - Erik disse colocando as mãos nos bolsos, então olhou para o portal, uma gota de suor escorrendo pelo rosto. - Tsc. - resmungou baixo, podia-se ver que o rapaz começara a ficar agitado, como se estivesse em alerta e pressentisse um perigo eminente se aproximando.

E sim, era verdade que algo ruim estava vindo. Ruim, pelo menos, para ele. Afinal...

Quer pior visita a um rato do que dois gatos?


  Panda  Panda  Panda  Panda  Panda  Panda 

Spoiler:




Muito obrigada!! Eu amo vocês. ;;
avatar
Ai-chan
Ai-chan
Ai-chan

Feminino
Mensagens : 1616
Idade : 21
Localização : Underland yeah yeah~ \o\

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Draken em Ter Abr 16, 2013 2:25 pm

Aeris notou que Garry a observava atentamente, e não deixou de prestar atenção quando ele enquadrou Dory e Arent. Era quase como se ele estivesse... Estudando. Um humano comum sequer conseguiria perceber que estava sendo estudado. Talvez até mesmo seres sobrenaturais com pouca inteligência ou fator de distração muito grande conseguissem perceber. Sorriu discretamente.

- Danos? - Começou, respondendo a bela jovem de cabelos castanhos. - Mal conseguimos perfurá-lo. Temo que meus companheiros de caçada não saibam como trabalhar em equipe. - Comentou casualmente. - Como devo lhe chamar, senhorita? - Perguntou.

Logo em seguida, começou a encarar o demônio dos sonhos. A mstenia sabia que haviam diversas criaturas que odiavam ser encaradas, mas não tinha certeza se o jovem Nikki era uma delas. Sentiu uma excitação estranha vinda de Garry, mas não estava direcionada para ela. E duvidava que estivesse direcionada para a siteum ou para o elemental. De qualquer forma, continuou olhando-o por um tempo, enquanto absorvia as informações que lhe foram passadas. "Demônio dos sonhos? Nunca ouvi falar sobre essa raça... Vou ficar com um olho nele, por enquanto."

- Dimensão paralela, hã? - Ao fazer uma pausa, seus olhos demonstraram um certo brilho de curiosidade. - Não me recordo de ter ouvido falar sobre alguma criatura de outro plano que tenha vindo para o nosso e sobrevivido. - Por estar ligada à natureza, ela sabia dizer que existem outras incontáveis dimensões, mas jamais cruzou com qualquer ser delas. Tirando Wonderland, que agora provava que suas teorias sobre a existência de outros mundos era real, e não apenas um sentimento.

Os olhos de Aeris expressaram certa dor quando ele tocou no nome de Alice. Mesmo tendo conversado tão pouco com a pequena, tinha desenvolvido uma empatia muito grande para com ela. Seria isso uma habilidade especial? Era estranho. A mstenia nunca havia se sentido dessa forma com ninguém antes. Um sentimento de querer protegê-la acima de tudo. Sacudiu a cabeça, limpando todos os seus pensamentos. Talvez o demônio dos sonhos conseguisse lê-los. Não que ela tivesse algo à esconder, mas de qualquer forma, clareou sua mente.

- Eu venho da Alemanha. - Fez uma pausa, lembrando-se de como foi testemunha de ambas as guerras, e de como a humanidade simplesmente comete erros e mais erros a cada dia que passa. - Sou uma mstenia, uma serva da natureza que tem diversos nomes e personificações. Apesar de uma certa inconveniente insistir que eu sou grega. - Suspirou.

Subitamente, o aroma de flores e árvores começou à envolver Aeris, como um manto. O cheiro de tabaco foi desaparecendo gradualmente, junto com os prejuízos causados por ele ao corpo. Sua vontade de fumar voltou instantaneamente, e junto com ela, sua raiva constante veio à tona. Precisa do fumo para se acalmar. Mas por não querer ser um incômodo para o jovem que estava conhecendo agora, começou a tentar se controlar sozinha. Seus olhos começaram a brilhar mais forte que o comum, mas não era nada alarmante.


---------------------------------------

EDIT: A AERA NÃO É TÁBUA, PO. Proporcionalmente falando, ela tem um corpo parecido com o da J-Da (EvoL). u_u



ankoku jidai
avatar
Draken
Draken
Draken

Masculino
Mensagens : 2065
Idade : 23
Localização : MG.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Ichigo em Ter Abr 16, 2013 8:35 pm




Sempre achara a sensação de passar em portais engraçada, ainda mais quando estava empolgada, parecia estar nadando dentro da gelatina ou algo do gênero, senão tivesse coisas mais sérias para se fazer ficaria entrando e saindo do portal começou a rir ao imaginar isso. Quando chegou do outro lado a maioria das pessoas já estavam la e para variar um pouco, falando sobre assuntos aleátorios, mas um chamou a sua atenção a lenda que a de cabelos verdes estava contando lhe fez rir demais, mas ao entender o sentido da frase caminhou até a Sophia, ela devia estar bem irritada com aquilo.

- Sophia não é? Desculpa por mais cedo ter achado que era você fedendo, para me redirmir queria saber se quer que eu de o troco no do cabelo roxo ali por ter te chamado de kinder ovo- Ela estava falando sério, daria um sustinho básico nele fazendo ele voar um pouco la no alto e largar ele, só para assustar mesmo.

Notou que havia uma pessoa nova no grupo, possuia um aura estranha para a harpia decidiu que não havia gostado daquilo a loira iria ficar de olho nele, até segundo ponto, já não lhe bastava o humano inútil que tinha no grupo, deixou uma nota mental que devia falar com a sitium sobre um plano para encurralar aquele desgraçado de cabelos azuis.
avatar
Ichigo
Guardian
Guardian

Feminino
Mensagens : 715
Idade : 23
Localização : Com meu hárem <3

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Iuajen em Qua Abr 17, 2013 11:49 pm

Agora uma Harpia havia aparecido, também não chamou muita atenção de Garry, porém, ele precisava conhecer todos ali, para melhorar seu conhecimento sobre o verdadeiro eu da pessoa, mas iria deixar a harpia e o Elemental para depois. Percebeu que as pessoas ali estavam demonstrando um interesse peculiar nele, porém ele não estranhava, vinha de outra dimensão, de outro mundo, como ele já havia dito, não é fácil compreender isso. Mas agora haviam lhe dado alguma informação mesmo que sem querer. Aeris havia dito que feriram Black Time, mas precisava responder a indagação muito bem feita por ela antes de pensar mais no assunto principal que sem dúvida era essa ladrão.

Bem, não sei sobre outras raças que vêm de dimensões paralelas, mas sou o único de minha raça nesse mundo, pode ter certeza disso, eu não conseguiria viver aqui se eu não encontrasse outra forma de me alimentar, minha raça só come sonhos. Porém eu, não sei explicar o porquê, consigo viver comendo rosas, que são as únicas flores que nascem tanto aqui, quanto lá em Yumenia.
Então percebeu o que ele acabara de dizer. "Será que a serva da natureza iria permitir que alguém comesse rosas a sua frente? Haveria um problema pra ela nisso? Ela veio da Alemanha, mas pelo que eu saiba as expressões daquela nacionalidade eram mais duras, e o rosto dela era fino, talvez seja da raça..."
Seus pensamentos estavam borbulhando, porém agora finalmente vinha respostas de Erik e de Blanche, Erik parecia irritadiço e a têmpora estava latejando, obviamente ele estava furioso com alguma coisa. Garry acreditou que fosse com ele, porque não havia mais nenhuma razão para tal, a não ser é claro o oferecimento de anti-séptico.
Aeris parecia também estar sofrendo com alguma coisa, havia parado de fumar e exatamente depois seus olhos começaram a ter um brilho estranho. Ele não ia pedir pra ela voltar a fumar, mas tinha certeza que era por isso. Então decidiu impressionar ela um pouco.
Aeris, vou lhe mostrar uma coisa que acho que você vai gostar. Então estalou os dedos, e evocou sua ilusão Ib, na verdade ele não precisava estalar os dedos, mas adorava a dramacidade que o ato gerava.
Spoiler:
Ela trazia na mão uma rosa vermelha, e no bolso da saia, havia uma rosa verde que exalava um cheiro forte de limão.
Depois de pegar as duas rosas, estalou os dedos novamente e Ib sumiu.
A rosa Vermelha é a que tem meu gosto favorito. Porém para alguém ligada a natureza como você, esta é a melhor, não é comestível para ninguém, mas ela possui o odor que a pessoa mais gosta, no meu caso é limão, no seu eu não sei, mas acho que você gostará.
Estava fazendo isso para que ela se sentisse mais a vontade com ele. Não gostava muito de dar suas rosas a ninguém. Garry olhou para a Harpia que falava alguma coisa com Gumiria, não estava perto o suficiente para ouvir, mas a viu olhar para o Elemental, e ouviu algo sobre kinder ovo de novo. Aquilo estava o intrigando, "O que um dos doces mais caros de todos os tempos estava sendo tão comentado?" E um outro pensamento veio também junto a esse. "Eu aposto que o odor que Gumiria deve sentir não deve ser muito agradável a não ser pra ela."
Garry ainda não sabia o nome certo da bêbada e nem qual raça ela pertencia... Porém se começasse a conversar com ela, isso poderia irritar Aeris, e entre uma conversa já estabelecida com alguém que não fedia e que demonstrava estar interessado nele, Garry Preferia continuar sua conversa com a Tábua Selvagem do que com a garota do anti-séptico.
Preferiu também tentar colocar Erik e Blanche na conversa, Erik porque queria deixá-lo menos irritado, além do fato de ter percebido uma alteração em sua voz quando mencionara Black Time e em Blanche porque era uma garota que lhe lembrava Chie e Ib(quando era humana e Garry viveu nos sonhos dela)em sua aparência . Virou-se para os dois e disse:
Obrigado pela informação Erik, pode me contar o que Black Time o fez? Parece-me e me desculpe se deduzi errado, você guarda um rancor dele? Então olhou para a garota de cabelos castanhos, e seus olhos brilharam um pouco, antes de falar com ela.
Bem, eu ainda não a conheço, quem é você? Você veio com Erik, mas eu não lhe cumprimentei, minhas desculpas. O que você faz aqui? A pergunta pareceu muito direta e grossa. Então para concertar seu erro, disse novamente.
Digo... Qual sua função aqui? Apenas nos mostrar o caminho da mansão? Continuou parecendo muito grosso e repentino, então pela última vez tentou concertar as coisas.
Desculpe novamente, estou sendo um pouco rude, você já deve ter ouvido meu nome, quando me apresentei, mas eu ainda não sei o seu, poderia me dizer? E... Bem... Deixou a frase morrer, ela lembrava muito Ib e Chie, não estava conseguindo formular boas frases para ela, então deixou assim, esperando que parecesse muito grosso.
Então olhou novamente para Aeris e de vez em quando para todo o pessoal ali presente, para notar alguma mudança de comportamento. Pegou uma pétala da rosa vermelha e começou a mastigar e o gosto de frutas silvestres aumentava a cada mordida e enquanto isso ficou imaginando se comer rosas seria tão estranho quanto tomar anti-séptico.



Mwhahahahaha :




Pudiim <3, /o/
avatar
Iuajen
Guardian
Guardian

Masculino
Mensagens : 265
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Draken em Qui Abr 18, 2013 11:49 am

A harpia chegou ao local e logo começou a conversar com a elemental do vento. Aeris teve um pressentimento de que ambas se dariam bem. Talvez porque vento e passarinho, não sei. Mas não tinha tanta certeza quanto à Arent. De certa forma, achou o garoto interessante. Mas não achava que a harpia fosse dar bem com ele. E de certa forma, a harpia lhe interessava também. As iris em seus olhos começou a brilhar mais intensamente.

"O único da raça em nosso plano? Ou ele é muito esperto, ou muito especial para conseguir se manter aqui." Aera pensou logo que ouviu a resposta de Garry. Esperto ela já tinha certeza que ele era. A cada palavra que ela proferia, o demônio parecia estudar cada fonema, cada letra. E viver comendo rosas... Isso sim que é uma dieta peculiar. Entrou num estado profundo por algum tempo, e levantou uma hipótese.


- Talvez porque rosas, de certa forma, representem sonhos e esperanças - Fez uma pausa, brevemente refletindo sobre o que havia começado a divagar - digo, casais apaixonados transmitem seus sonhos e suas esperanças através de gestos e expressões que simbolizem, e um buquê de rosas é apenas um dos meios. - Suspirou.

Aeris se sentia triste toda vez que falava sobre casais ou qualquer coisa do tipo. Sentir atração por mulheres quando se é uma serva da natureza, naturalmente, não faz sentido algum. Ela ainda não entendia o motivo de ter sido concebida com uma benção da deusa, e se martirizava por isso. Talvez a deusa tivesse planos diferentes para a jovem mstenia, e ela se recusava à aceitar essa ideia. Pode ser esse o motivo de ela não conseguir controlar sua habilidade, e depender de calmantes - como o tabaco - para isso.

- Algo que eu vou gostar...?

Foi pega de surpresa quando uma garotinha de cabelos pretos e olhos vermelhos simplesmente... Surgiu. Quando notou, já havia dado um salto para trás, dando-lhe uma boa distância entre ela mesma e o demônio dos sonhos. Seus reflexos simplesmente tomaram conta de seu corpo. Novamente. Deixou a posição de luta, arrumou seu manto e aproximou-se de Garry novamente. E só então reparou que a garota portava rosas, e não era uma arma de combate.

- Desculpe-me. - Ela suspirou. - Seres surgindo do nada fazem meu corpo reagir sozinho.

Recebeu a rosa verde com um sorriso. "Ela exala o cheiro que a pessoa mais gosta?" Um pouco apreensiva, resolveu checar. E ficou surpresa ao reconhecer o odor que a flor exalou. Na verdade, assustada. Não podia ser. Tinha algo errado com ela. Lembrou-se de manter a compostura, e sorriu, expressando um "Obrigada" cordialmente.

Notou o interesse de Garry em Gumyllia e suspirou. Porque ela tinha que feder tanto? Se não fosse por esse fator do destino, elas poderiam até serem amigas. É, uma pena. Sua atenção voltou-se para o demônio, quando ele resolveu perguntar o porque de Erik sentir tanto rancor pelo ladrão. Provavelmente algo de muito importante lhe foi roubado. Mas mesmo assim, não precisava se exaltar tanto. Nem mesmo os irmãos Cheshire eram tão mal humorados como o de cabelos brancos.

Enquanto pensava nessas questões, um sentimento de euforia começou a brotar dentro de Aera. Seus olhos começaram a emanar um brilho vermelho bem mais intenso. Um pouco desesperada, começou à caçar calmantes dentro de seu manto, e por sorte, achou um comprimido. Teria que dar um jeito de controlar sua habilidade logo, mas por hora, isso iria resolver. Engoliu o remédio goela abaixo e tentou permanecer calma até a droga começar fazer efeito.


----------------------------------------

PS: Desisto de tentar colocar na cabeça de vocês que a Aera não é uma tábua. Vocês venceram. Satisfeitos? u_u



ankoku jidai
avatar
Draken
Draken
Draken

Masculino
Mensagens : 2065
Idade : 23
Localização : MG.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Botan-chan em Qui Abr 18, 2013 12:27 pm

OFF: Só tenho duas coisas a dizer: "ME DEVOLVA AS MINHAS BOLAS!" <-- OHASOHEOUASHEHASHEOAOUE -SHORAMDUMT
E pfvr, segurem o Arent senão ele vai alfinetar mesmo :< *é retardado e não tem medo do perigo*

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Arent não gostava muito de passar por portais, achava a sensação esquisita, mas infelizmente se quisesse realmente capturar o ladrãozinho safado, teria que se acostumar. Afinal, bem... Nunca se sabe quando ia precisar passar por mais passagens como aquela, certo?

Ah, e como se não bastasse isso, ainda tinha escutado a lenda do vilarejo de Gumy, se dando um facepalm no fim da história porque né, ser assombrado por um fantasma gritando "Me devolva as minhas bolas!" devia ser algo, tipo, muito ridículo, mas dessa vez ele decidiu ficar quieto. Já tinha falado merda pra Sophia e a deixado puta da vida; se falasse algo pra Gumy vai que ela baixava o espírito do tal de "Shonguinha" e o perseguiria até as profundezas do inferno?[?]

"E depois eu que sou o estranho...", pensou, quando olhou ao redor e notou a presença de mais uma pessoa no grupo, porém apenas o cumprimentou com a cabeça educadamente (completamente ao contrário da siteum com quem conversava, diga-se de passagem). Não queria atrapalhar a conversa do novato com Aera, até porque ambos pareciam estar discutindo um assunto sério, se conhecendo melhor ou o caralho a quatro (QQQ), então deu de ombros, indo até Erik e Blanche, também cumprimentando-os com a cabeça. Poréééém, nem tudo é cor de rosa e ele não pôde deixar de escutar a Tábua (é tábua mesmo, e se reclamar apanha u-u) falando mal do trabalho em equipe no Castelo. Sorriu.

- "Temo que meus companheiros de caçada não saibam como trabalhar em equipe"? - Perguntou, olhando para cima como quem não quer nada - Realmente... Eu não sei, mas e você? Está reclamando aí, mas foi uma das que mais se isolou do resto do povo, então não acho que tenha moral pra falar alguma coisa, ok? Afinal, se somos... Hm... "Companheiros" - Fez um sinal de aspas com as mãos - Teoricamente teríamos que nos conhecermos melhor e sabermos as habilidades uns dos outros, mas foi isso o que você fez? Não, né? :3 - Cruzou os braços, emburrado, pouco se lixando se a Mstenia ia gostar ou não do comentário.




Sensualizo como ninguém!!!!!!!!!!!!! *dancinha*
avatar
Botan-chan
Medium
Medium

Feminino
Mensagens : 1794
Idade : 25
Localização : Terra dos Unicórnios

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Draken em Qui Abr 18, 2013 2:12 pm

Suspirou. O garoto de cabelos roxos escolheu a hora errada para mexer com a mstenia. Como se ele tivesse feito muita coisa para melhorar o trabalho de equipe também. Como se qualquer um tivesse feito qualquer coisa pra melhorar isso.


- Com certeza você tem todo o direito de dizer isso, hã? - Os olhos de Aeris emanaram um brilho vermelho intenso. - Tenho certeza que já conhece várias das estratégias da elemental do vento, não? - Suspirou, revirando os olhos, e disse em seguida, tendo certeza de ser ouvida por todos que estavam ali. - Aliás, duvido muito que qualquer um de vocês tenha sentado e discutido estratégias para capturar o ladrão. Hipocrisia é uma gracinha, não? - Deu um sorriso cínico.

A raiva começou a ferver dentro da mstenia. Como pode existir gente tão hipócrita no mundo? "Pimenta no cu dos outros é refresco". Tentou manter-se um pouco mais calma, o remédio provavelmente começaria à fazer efeito logo. Não foi uma das ideias mais efetivas, mas era o que ela tinha em mente agora. Manter-se calma. Pelo menos até saber o que tinha para saber daquele local, e então, iria se virar por conta.

- Não preciso de tanta atenção como você, elemental. - Fez uma pausa para lembrar que deveria se manter calma. - Mal posso esperar pra ouvir o que o dono dessa casa tem a dizer, para poder ir caçá-lo e concluir esse trabalho de uma vez, talvez assim possa ficar longe antes que a sua mongolisse me infecte também. - Sorriu, provocando Arent. - Então, lembre-se de não ficar em meu-

O efeito do calmante acertou em cheio a mstenia. O brilho vermelho desapareceu completamente de seus olhos, e eles voltaram à sua coloração avelã do dia a dia. Sentiu-se um pouco zonza, então foi em direção à parede mais próxima para se escorar, levando sua mão à cabeça.



ankoku jidai
avatar
Draken
Draken
Draken

Masculino
Mensagens : 2065
Idade : 23
Localização : MG.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Iuajen em Qui Abr 18, 2013 3:20 pm

Achara graça do pulo que a garota deu quando evocou Ib, ela não disse o que sentia ao cheirar a rosa verde, mas Garry não fez questão de perguntar, ainda era muito pessoal. Ela agradeceu e foi então que...

"Yaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaay! Mais conflitos" Foi o que Garry pensou, parecia que Aeris não era uma das populares ali, o jovem de cabelo roxos não gostava dela e a garota do anti-séptico também não. Mas o elemental estava citando algo que ele não presenciara, então perguntou ao vazio, esperando que um dos dois o respondesse, de preferencia Aeris, o elemental causava uma impressão de desgosto em Garry.
- O que aconteceu? Soube que lutaram com Black Time, mas não sei os detalhes. Como novo "companheiro" E fez questão de dizer a palavra companheiro bem lentamente, como se fosse um prazer. Acho que seria uma boa me contarem, o que aconteceu, não acham?
Mas não sabia o que o garoto dissera era verdade e torcia para que não, Garry não sabia explicar o porquê mas o pouco tempo que ele se aproximara foi o bastante para saber que ele não gostava do garoto, porém de fato o mais inteligente eram se unir para pegá-lo, mas parece que nenhum dos dois queriam fazer isso, por mais que cobrassem isso um do outro. Estavam colocando a culpa do grupo, em um ou outro somente, e se recusavam a arcar todos com a culpa, era o normal. Seres terrenos não queriam ser responsabilizados de um fracasso que o grupo cometeu, todos jogariam a carga em cima de outros.
Garry se assustou quando após um momento que Aeris estava discutindo ela cambaleou e fora escorar em uma parede. Esquecera que ela havia tomado um remédio e logo pensou que a culpa era do elemental que havia se enfurecido e feito alguma coisa a ela. Olhou com uma certa raiva para o garoto, ele não sabia se ele era ou não culpado e nem o conhecia direito, mas sentiu raiva do rapaz, coisa que já estava sentido apenas por estar na presença dele, pensou em chamar Madotsuki para dar um susto nele, mas não era muito inteligente começar uma briga, isso seria estúpido, ele precisava conhecer as pessoas ali antes, incluindo ele, mesmo que já guardasse uma antipatia do rapaz, mas não sabia quanto temo iria aguentar, estava realmente ficando puto com ele.
Virou-se para Aeris e evocou Ib novamente com um estalo, e esta vinha dessa vez com uma rosa prateada.
Tome, essa rosa vai fazer você se sentir melhor, seja o que for que ele tenha feito com você. O efeito dela é curativo, ele restaura o bem-estar se este foi causado por influência de alguma coisa que não seja o seu próprio organismo. É como uma semente dos Deuses. Uma gota já restaura por completo, nesse potinho deve ter umas 15 gotas, fique com ele por segurança.
Garry, pegou as pétalas e as amassou na mão até sair um liquido prateado, ele tirou um pequeno frasco que carregava no bolso e o encheu com o liquido, depois entregou nas mãos de Aeris. Depois estalou os dedos novamente e Ib desapareceu.
Então virou-se novamente para o garoto de cabelos roxos, ele sabia que não deveria se enfurecer, mas estava ficando realmente irritado ao olhar para o rosto dele, era muito raro Garry ficar irritado com alguém, muito raro mesmo, parecia que ele era seu oposto e estava querendo fazer ele provar um pouco de medo. Então se dirigiu a ele.
- Então... Digamos que seu medo são abelhas, você gostaria de passar um dia inteiro em uma colmeia recebendo as picadas? Por outro lado, se seu medo for digamos, altura. Gostaria de sentir como é cair de 200 metros? E mais ainda, digamos que seu medo é morrer. Gostaria de saber qual é a sensação?
Ele fez as perguntas somente para assustar, é claro que Garry poderia entrar na mente dele apenas com um toque, saber seus medos e colocá-los em um sonho vívido. Mas era uma falsa ameaça, Garry só fazia isso em caso de vida ou morte, pois isso causaria a qualquer ser um estado de choque por algum tempo.
Garry não estava protegendo Aeris, Por mais nervoso que ele poderia estar ele não iria fazer aquilo que havia ameaçado, mas alguma coisa naquele garoto fazia Garry ficar extremamente irritado, Garry queria descobrir o porquê de sentir aquela irritação incomum quando estava perto do rapaz, agora ele precisaria entender um pouco dele mesmo.
Apesar de toda raiva e desgosto direcionados ao garoto, ele sentia um pouco afobado, ele sempre via os conflitos como um espectador, nunca havia participado de um. A não ser algumas vezes que esteve em perigo de morte, dessa vez ele estava começando o conflito, o que era ainda mais estranho para ele, já que ou assistia de longe, ou ignorava os que o envolviam, nunca jamais iniciara um, então por isso Garry estava um pouco ansioso, será que conseguiria se segurar, caso sua irritabilidade atinja o auge? Ele não saberia responder, algo nele queria sentir como é estar em uma briga, mas a outra mais calculista e estratégica, já estava se arrependendo daquilo, era idiota e infantil, mas ao mesmo tempo excitante e imprevisível.

Edit: Garry não mata ninguém com sua habilidade, é como se ele colocasse pesadelos na cabeça dos outros...



Mwhahahahaha :




Pudiim <3, /o/
avatar
Iuajen
Guardian
Guardian

Masculino
Mensagens : 265
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  aika_kane em Qui Abr 18, 2013 7:43 pm


Se tivesse alguém que amasse passar por portais, esse alguém era Sophia. Ela achava a sensação agradável e se pudesse, ficaria lá o dia todo. Até que chegou no bosque, mesmo que sendo um pouco atrasada, conseguiu ouvir a lenda que a Razil contou e não conseguiu deixar de sorrir no final. No final, ficou comprovado que não era um Kinder ovo. Até que viu a harpia se aproximar pela primeira vez. -Ah, tudo bem... Eu tinha esquecido disso. E não precisa se vingar, já se como dar um jeito nisso- e no final sorriu. Era melhor que seu humor melhorasse rapidamente, porque mágoas só faziam mal... Mas ninguém resistia a uma doce vingança.

Até que seu olhar passou naquele garoto novo que estava se dando bem com a Aera e que o Arent estava alfinetando... Aquilo ia dar merda logo. Se aproximou do Arent e o puxou. - Arent, assim, de leve, eu acho melhor você não continuar. Ah, e ainda estou com raiva. Porém, vou mostrar que não sou um Kinder ovo. E do nada, começou a tirar o casaco, tirar a saia (ainda tem um short oi 8D) mas quando estava quase lá só deu uma encarada e falou - Você não achou que eu fosse fazer isso né? e riu.

OFF: Ignorem as drogas, estou mal e PANS. Postagem rapidamente feita~


avatar
aika_kane
Guardian
Guardian

Feminino
Mensagens : 639
Idade : 19
Localização : ~

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Yami em Qui Abr 18, 2013 8:41 pm

Depois de observar a galera interagindo já tinha algumas impressões sobre os novatos ali. Blanche parecia ser uma boa pessoa, mas desconfiava de que ela possuia mais força do que aparentava, Erik não fora muito com a sua cara pelo jeito, mas já estava acostumada a esse tipo de coisa, então relevou e ficou de boinha tomando seu anti-séptico. Garry era um caso a parte, o cheiro dele não era de nenhuma raça que ela conhecia, e olha que ela conhecia muitas! Mas ao escutar a conversa entendeu e não ficou nem um pouco supresa. Dimensões paralelas para ela eram como vento: Você não vê, mas sabe que ele está lá.

Draken escreveu:

- Estava tão bom aqui - Suspirou ao ver alguns dos animais sensíveis ao cheiro se afastarem - Até a senhorita cheirosa aparecer.

Revirou os olhos e ficou encarando o portão gigante.

E, sinceramente, se pudesse ela bem que queria não ver certas pessoas também, mesmo que ela estivesse lá, o que raios era toda essa implicância com seu cheirinho? Se fosse em outra ocasião partiria pra briga, mas como estava tentando evitar deixar o clima tenso, ligou o sarcasm mode, apenas.



-Finalmente reconheceu a beleza de meu cheirinho natural? -
Ergueu a sobrancelha e riu de leve - Isso é psicológico, pensa que é bom que tu se acostuma - Deu de ombros ainda sorrindo.

Iuajen escreveu:

Olá Gumiria... É isso mesmo? Seu nome é difícil de decorar, estava concentrando em alguns pensamentos, desculpe se errei - Ele havia errado de propósito apenas para saber a reação dela.

Se Gumyllia percebeu a provocação, não demonstrou, mas seus instintos diziam para ficar atenta a esse garoto porque ele parecia ser do tipo que não começava o incêndio, mas gostava de pôr lenha na fogueira, e esse tipo era um dos mais perigosos de se lidar, ela sabia por experiência própria, pois seu emprego constantemente a deixava em contato com esse tipo de gente.

-É GumyLLia - Comentou sem se alterar e fazendo um "L" com os dedos para ressaltar o que dizia - Relaxa, tem muita gente que se confunde mesmo, acostumei com o tempo.

Mais por falta do que fazer que qualquer outra coisa, ficou prestando atenção na conversa de Garry com Aeris, até que escutou novamente a mstenia fazer menção a sua pessoa. Caramba, aquilo tudo era amor mal disfarçado, só podia!

Draken escreveu:

- Eu venho da Alemanha. - Fez uma pausa, lembrando-se de como foi testemunha de ambas as guerras, e de como a humanidade simplesmente comete erros e mais erros a cada dia que passa. - Sou uma mstenia, uma serva da natureza que tem diversos nomes e personificações. Apesar de uma certa inconveniente insistir que eu sou grega. - Suspirou.

-Eu não insisto - Comentou em sua defesa - "Chifruda Grega" é apenas um apelido carinhoso que eu penso combinar com vossa senhoria - Sacou sua garrafa de anti-séptico e bebeu mais uns goles, certas coisas na vida não deviam ser encaradas em estado de sobriedade, e para ela essa lei valia em tempo integral.

Depois de um tempo viu Irina e Sophia chegarem e acenou para ambas, com um largo sorriso no rosto e depois parando para observar Garry mais um pouco, sim, não tinha duvidas, ele era exatamente o tipo de pessoa que ele imaginara, ficou de sobreaviso, como se já não bastasse um humano filho-da-puta, agora tinham um demônio filho-da-puta pra completar o grupo!

"E novamente, perdão aos filhos-de-putas pela comparação, sem bem que "puta" já é um puta dum xingamento pra uma mulher, então talvez eu devesse usar outro termo para se referir os reais filhos-da-puta, hum... Oh, sim "Filho de uma mulher que presta serviços sexuais a fins lucrativos", esse é um ótimo nome!"
Pensou com um sorriso idiota e fazendo um "joinha" para o vácuo até perceber que tinha uma briga começando entre Aeris e Arent, ficou com medo... Pelo elemental, é claro! Mstenias era fortes pra caramba e não sabia se ele teria a mínima chance contra a ela, mas graças a intervenção divina, Aeris pareceu ter uns probleminhas no organismo e ficou quieta. A informante não pôde deixar de perceber o interesse do demônio na rival, mas preferiu não interferir, até porque tinha certeza de que Aeris podia se cuidar, mas quando viu ele se meter com Arent sentiu que precisava fazer alguma coisa, não ia deixar Sophia ficar viúva antes mesmo de se casar! E falando nela...

aika_kane escreveu:

Até que seu olhar passou naquele garoto novo que estava se dando bem com a Aera e que o Arent estava alfinetando... Aquilo ia dar merda logo. Se aproximou do Arent e o puxou. - Arent, assim, de leve, eu acho melhor você não continuar. Ah, e ainda estou com raiva. Porém, vou mostrar que não sou um Kinder ovo. E do nada, começou a tirar o casaco, tirar a saia (ainda tem um short oi 8D) mas quando estava quase lá só deu uma encarada e falou - Você não achou que eu fosse fazer isso né? e riu.

Cara, era realmente ia fazer strip ali, pro mundo todo? Riu alto lembrando-se de certa música que refletia muito a situação, e troll do jeito que era, é claro que ela não deixou a oportunidade passar.

-Sensualizo como ninguém - Fez um instrumental tosco com a boca - Mordendo o óculos e gritando OOOOOOOOOOOOOOOOO!

Riu fazendo um "joinha" pra Sophia, virando só pra ver a reação de Arent a isso tudo.

_____OFF_____

Relaxa, Dranks, se a Aera é tábua, sempre tem a Gumyllia pra ser uma folha de papel de tão reta QQQQQQQQ
avatar
Yami
Guardian
Guardian

Feminino
Mensagens : 658

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Botan-chan em Sex Abr 19, 2013 10:50 am


- E se por acaso alguém tivesse se reunido...? Não digo isso de mim, mas - Fez um gesto indicando quem mais estava ali além dele, Aera e Garry, o último por motivos óbvios - E os outros? Eu já falei; admito que não sei trabalhar em grupo; nunca fiz coisa do tipo até agora, e por isso mesmo não fico reclamando, completamente ao contrário de você. - Fechou os olhos, respirando profundamente ao escutar mais das respostas de Aera. Então ela queria saber logo de tudo pra sair pra caçada? Ótimo - E já que você é tão boa, realmente seria melhor que fosse caçar o Black Time sozinha mesmo, só não venha chorar pro pessoal se por acaso ele lhe der uma surra. <3 - "O que espero muito que aconteça.", se permitiu pensar por um momento.

Oka, dada a resposta ruim porque a off está com muita preguiça de pensar e não ligou o barraqueira mode ainda, voltou a olhar ao redor até ser interrompido de novo; agora pelo novato. Ah, então quer dizer que ele tomou as dores de Aera? Que lindo...

Garry escreveu:- Então... Digamos que seu medo são abelhas, você gostaria de passar um dia inteiro em uma colmeia recebendo as picadas? Por outro lado, se seu medo for digamos, altura. Gostaria de sentir como é cair de 200 metros? E mais ainda, digamos que seu medo é morrer. Gostaria de saber qual é a sensação?

- Adoraria, parece superexcitante~

Respondeu com sarcasmo, sem se alterar muito com as ameaças, mas novamente antes de abrir a boca pra mais alguma coisa, levou um puxão de Sophia (o que o fez arregalar os olhos um pouquinho porque não esperava por isso), olhando-a com ambas as sobrancelhas erguidas. Mas o que caralhos...?

Sophia escreveu:- Arent, assim, de leve, eu acho melhor você não continuar. Ah, e ainda estou com raiva. Porém, vou mostrar que não sou um Kinder ovo. E do nada, começou a tirar o casaco, tirar a saia (ainda tem um short oi 8D) mas quando estava quase lá só deu uma encarada e falou - Você não achou que eu fosse fazer isso né? e riu.

Novamente o elemental suspirou, com o oscilômetro mental[?] quase no limite. Por um momento teve vontade de dizer à Sophia que estava muito bem e não precisava da preocupação dela, obrigado, mas se conteve: Sabia que tudo isso - inclusive a briga com Aera mesmo - era efeito da frustração por não ter conseguido capturar o Black Time. Quer dizer, não que ele não fosse irritante normalmente, mas digamos que a falha o tinha deixado um pouquinho pior. Ou seja, só ignorar o mundo que tava de boa ~

O problema é que aparentemente as pessoas não queriam deixá-lo fazer isso.

Primeiro Aera, depois Garry, agora Sophia tirando a roupa com Gumy trollando! MAS QUE PORRA ERA ESSA?!

- Mano, na boa, pra mim já deu - Falou para ninguém em especial, extremamente mau-humorado e caminhou até a fonte (se puder; caso não possa ignorem que ele foi até lá rs.), limitando-se a observar a água, torcendo praquela merda toda acabar logo.

-----------------------------------------------------------

Off: Ain, Arent chato. :<



Sensualizo como ninguém!!!!!!!!!!!!! *dancinha*
avatar
Botan-chan
Medium
Medium

Feminino
Mensagens : 1794
Idade : 25
Localização : Terra dos Unicórnios

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Draken em Sex Abr 19, 2013 3:51 pm

Suspirou. Aeris sentiu uma onda de sono invadir seu corpo, confrontando a sua ira interior. Após a sensação de tontura inicial, sentiu-se completamente normal. Tão normal quanto qualquer humano com super força, velocidade e reflexos aprimorados. Mas não sentia o mesmo poder de antes. Ela sabia que agora não era um bom momento para brigas, e agora que ficou mais calma, conseguiu colocar sua cabeça no lugar e finalmente pensar apropriadamente.

Recebeu o frasco com o líquido prateado de Garry e preferiu guardá-lo, ele poderia ser útil mais à frente. Aera poderia tomá-lo agora, mas assim, como o próprio demônio disse, seu organismo ficaria limpo, ou seja, os efeitos do calmante passariam, e sua fúria também. Sorriu desajeitadamente, agradecendo. Escutou a resposta de Arent e revirou os olhos. Agora que estava com a cabeça no lugar, lhe ocorreu o pensamento de que os efeitos pós-luta estivessem causando conflitos entre eles.

- Eu duvido que qualquer um aqui saiba trabalhar em grupo - Fez uma pausa, olhando para todos que estavam ali e acrescentando - Sem ofensas. Eu mesma tenho problemas com caçadas em grupo, porque odeio que mandem em mim. Mas pelo menos eu tento. E reclamo porque, em vez de apenas aceitar que eu não sei, eu procuro aprender, coisa que você não parece estar muito disposto à fazer.

Ouviu a resposta de Gumyllia, e viu Sophia intervir na briga. Deu uma risada discreta quando a siteum começou a cantar, e voltou-se para o elemental mais uma vez.

- E sim, eu sou boa pra caralho. Mas você acha mesmo que eu ainda estaria aqui se eu desse conta daquela coisa? - Fechou os olhos, quase entrando em um estado de pensamento profundo. - Por mais que eu odeie admitir, todos somos necessários pra salvar William - "E recuperar tudo mais o que foi roubado" Tomou uma nota mental antes de continuar - Mas isso não vai acontecer se não tomarmos uma atitude.

Olhou para sua "rival", esperando que ela continuasse com o discurso de "Vamos nos unir e derrubar aquele piá". Era o máximo que Aeris conseguiria dizer até ali, já ultrapassou sua cota de palavras diárias. E Dory parecia ser muito melhor com as palavras que a mstenia. Não disse nada à Garry, mas esperava que ele se acalmasse. Eles não poderiam sair no braço agora. Não quando Black Time pode atacar à qualquer momento. Olhou para o jovem de cabelos roxos encarando a fonte, e não pode deixar de pensar no quanto ele se parecia com ela, de certa forma.



ankoku jidai
avatar
Draken
Draken
Draken

Masculino
Mensagens : 2065
Idade : 23
Localização : MG.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Ai-chan em Sab Abr 20, 2013 5:33 pm

Draken escreveu:- Danos? - Começou, respondendo a bela jovem de cabelos castanhos. - Mal conseguimos perfurá-lo. Temo que meus companheiros de caçada não saibam como trabalhar em equipe. - Comentou casualmente. - Como devo lhe chamar, senhorita? - Perguntou.

Blanche fechou os olhos e respirou fundo, ouvindo a resposta de Aeris. Erik olhou brevemente para mstenia, balançando a cabeça negativamente, então ignorou-a.



- Veremos se o que diz é verdade. - sorriu gentilmente para ela, então seu olhar percorreu por todos os presentes. - Eu não os culparia. Vocês acabaram de se conhecer e enfrentaram Black Time com poucas informações. Mas não fique assim, ainda terão chances no futuro. - suspirou, a garota sabia muito bem aquele sentimento. Nem mesmo eles, os habitantes de Wonderland, haviam conseguido parar Black Time. Não era algo fácil como abrir um pote de geleia... - Oh, perdão. Acabei me esquecendo de me apresentar... Sou Blanche, a irmã de Thomas, que é o dono da mansão do Bosque. - fez uma reverência e sorriu amigavelmente para Aeris.

Iuajen escreveu:Obrigado pela informação Erik, pode me contar o que Black Time o fez? Parece-me e me desculpe se deduzi errado, você guarda um rancor dele? Então olhou para a garota de cabelos castanhos, e seus olhos brilharam um pouco, antes de falar com ela.
Bem, eu ainda não a conheço, quem é você? Você veio com Erik, mas eu não lhe cumprimentei, minhas desculpas. O que você faz aqui? A pergunta pareceu muito direta e grossa. Então para concertar seu erro, disse novamente.
Digo... Qual sua função aqui? Apenas nos mostrar o caminho da mansão? Continuou parecendo muito grosso e repentino, então pela última vez tentou concertar as coisas.
Desculpe novamente, estou sendo um pouco rude, você já deve ter ouvido meu nome, quando me apresentei, mas eu ainda não sei o seu, poderia me dizer? E... Bem... Deixou a frase morrer, ela lembrava muito Ib e Chie, não estava conseguindo formular boas frases para ela, então deixou assim, esperando que parecesse muito grosso.

Erik olhou irritado para o chão e retirou uma pequena bolinha do bolso, que ficou rolando por entre seus dedos como se fosse uma massagem.



- Ele roubou o meu sono. - falou curto e direto, sério. - Eu não durmo há mais de dois meses!! - esbravejou. Claro que estaria irritado... Antes de Black Time aparecer, Erik era muito mais calmo e pacífico, porém ele vivia dormindo. Sem suas preciosas horas de sono, ele estava sempre cansado, mas isso apenas elevava sua ira. - Mesmo que me façam desmaiar, perder a consciência, qualquer coisa... Eu não passo mais de 10 minutos desacordado. Logo eu estou em pé de novo, porque, sem sono, eu não posso dormir.

Blanche observou Erik respondendo Garry, tomando cuidado para ele não ter um surto e acabar atacando qualquer pessoa que estivesse por perto, logo suspirou aliviada e notou que o rapaz lhe fazia perguntas também.

- Não precisa se desculpar, está tudo bem. Sei que sua intenção não era ser grosso. - riu com cada vez que ele tentou mudar o tom da pergunta e deixá-la mas suave. - Meu nome é Blanche, sou irmã do Mad Hatter, Thomas, e sou algo como uma governanta da mansão. Se precisar de algo, é só pedir, Garry. - ficou nas pontas dos pés e bagunçou de leve os cabelos do demônio, um sorriso estampado no rosto. - Também sou conhecida como March Hare. Erik é o Dormouse.

Os dois, porém, logo começaram a notar a discussão que se formava no grupo. Entreolhando-se, Blanche e Erik piscaram várias vezes. Como aquilo tinha começado mesmo? Como foram se descuidar tanto? Ficaram a observar, apenas esperando caso pancadaria rolasse solta. Uma veia saltava na testa de Erik, mas o mais assustador, talvez, fosse a intensa sombra que se formou em volta de todos. Esta, que se deformava e tinha uma enorme pressão, deixando até o ar mais pesado, logo tomou a forma de uma lebre.

- Tsc... - Erik estremeceu e olhou para Blanche que, assim que viu que a briguinha tinha terminado, sorriu, assim aquela sombra poderosa se desfez.

E, passando pelo portal, podia-se ouvir uma risada.



- Eita! Saudades desse lugar... E aí, Blanche! - acenou para a garota, que riu junto com ele e acenou de volta. - Tiramos os olhos de vocês por um minuto e já quase saem no soco e no chute?! Credo pessoal.



- Poderiam ter um pouco mais de calma. Enquanto batem em integrantes do mesmo time, Black Time pode se aproveitar disso. - falou calmo e frio, como sempre.

Ches e Hire encararam Erik, dando sorrisos de canto, enquanto o albino franzia o cenho e lançava um olhar mortal aos dois, como se dissesse "caíam fora, gatos imundos".


  Panda  Panda  Panda  Panda  Panda  Panda 

Spoiler:




Muito obrigada!! Eu amo vocês. ;;
avatar
Ai-chan
Ai-chan
Ai-chan

Feminino
Mensagens : 1616
Idade : 21
Localização : Underland yeah yeah~ \o\

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Iuajen em Dom Abr 21, 2013 10:33 am

Aeris e Arent continuaram a discutir, mas dessa vez Garry preferiu não interferir, parecia que Aeris se virava muito bem sozinha sem a ajuda dele, mas ouviu o que eles diziam e esperou a resposta de Arent pra ele.

O garoto simplesmente deu-lhe uma resposta sarcástica e se afastou, e nesse exato momento uma onda de arrependimento o bateu. Não que gostasse do rapaz, estava bem longe disso, mas foi incrivelmente estúpido começar uma discussão desse jeito, ficou um pouco surpreso com a resposta do garoto.



"Ora, se ele não ficou com medo da minha ameaça deve ser porque ele acha que não sou capaz de fazê-lo... Mas não importa..." Ficou um pouco desapontado que Aeris se recuperara antes mesmo de tomar sua poção, ele dera outra de suas rosas para ela, e ela não viu a grandiosidade desse ato, estava um pouco chateado também. Viu uma nova garota. Ela começou a se despir de uma hora para outra, sem mais nem menos.

- Mas o que diabos....

Então, tornou-se a se vestir, não chegou a nudez, parecia que estava fazendo mais para brincar com alguém. E esta mesma garota havia puxado o garoto de cabelos roxos, lhe alertando e lhe dizendo que não era um kinder ovo. Garry finalmente percebeu que Kinder Ovo era na verdade uma analogia para "travesti", "traveco", "a coisa que não deveria estar lá", "a existência não-floral" e outros apelidos que já ouvira por ai, mas kinder ovo era realmente uma analogia bem, digamos, peculiar.
Gumyllia, havia o corrigido e mais uma vez atentou Aeris, sua língua era afiada como um gume. Mas precisava se comunicar melhor com as pessoas ali presentes.
Blanche havia lhe respondido educadamente e havia ainda bagunçado seus cabelos. Ficou um pouco envergonhado, e lembrou da época que se deitava no colo de Chie, e esta acariciava os cabelos dele. Se sentiu incrivelmente carente, depois disso, mas sorriu para a garota e disse:

- Você lembra muito a Chie. Ela era uma garota muito bonita e alegre, que tive o prazer de conhecer do início da vida até a morte dela. Depois ponderou sobre o motivo de não conseguir evocar ela, conseguia evocar Madotsuki e Ib, que para um demônio dos sonhos ele sabia eram poucas evocações, mas eram fortes e realmente úteis. Um demônio dos sonhos podiam fazer no máximo dez familiares, Garry só possuía dois e seria categorizado como um demônio de classe baixa, ele acreditava que era a falta de alimentação adequada para sua raça e que dois para ele que só comia rosas era bom, porém Chie ainda estava na cabeça dele. "Se consigo evocar Ib e Madotsuki, porque não Chie?"
Após isso continuou sorrindo para Blanche, e se virou para Gumyllia e para Sophia que estavam ali. Por alguma razão havia se acalmado bastante.
- Então Gumyllia E enfatizou os "LL" assim como ela tinha feito. O que você é? E depois se dirigiu para a Harpia e para a outra elemental que ali estavam, a elemental era a mesma que tentou se desnudar e que havia alertado Arent.
- Desculpe meu comportamento agressivo com o seu amigo. Olhou para Sophia, enquanto falava.
Normalmente eu não sou daquele jeito, sabe, alguma coisa nele me irritou e eu não sei explicar. Sei que foi burrice da minha parte, mas enfim...

Agora se virara para a Harpia. Ficou um pouco receoso de falar com ela, ela parecia um pouco agressiva. Mas tinha que tentar, era para o próprio conhecimento, ele queria descobrir as coisas, e ficando parado com medo de alguma coisa não era a resposta para isso.

- Harpia huh? Deu um um sorrisinho afetado. Em Ruanda, quando estive por lá, encontrei algumas harpias por lá, elas não foram nem um pouco simpáticas comigo, primeiro tentaram me seduzir sem sucesso, (É MACHO MEMO) depois tentaram me comer.(E elas não eram Kinder Ovo) Foi realmente uma pena o que aconteceram a elas...
A memória ainda lhe trazia algumas pontadas vergonha, Garry não teve opção se não usar seus poderes. Mas mesmo assim, havia uma em particular que lhe trazia boas recordações. Garry ficou amigo dela e entrou em seus sonhos que eram sem graça, porque ela só voava neles. Ela também o jogava nas alturas do nada quando estavam andando para assustá-lo, coisa que funcionava sempre.
Decidira ficar de olho nessas garras se por acaso ela tiver o impulso de jogá-lo lá em cima.

Por fim viu duas novas pessoas chegando, dois irmãos com expressões felinas nos rostos, um se virou para Blanche e a cumprimentou, e depois nos advertiu sobre brigarmos entre si o outro se dirigiu a todos de forma fria e calma, dizendo que Black Time poderia se aproveitar disso.
Garry não se interessou pelos dois, e viu o desagrado de Erik aumentar, este lhe disse que Black Time havia roubado seu sono, ele não conseguia dormir, o que significava que ele não conseguia sonhar, o que o tornava inútil para Garry, mas ficou pensando se ele não havia usado uma metáfora, dizendo que estava tão puto com Black Time que isso o impedia de dormir, mas se fosse o caso, ou ele não queria dizer o que fora roubado ou não haveria sentido não dizer o que era. Então decidiu por acreditar que ele havia roubado o sono do garoto.
Então, ele ficou pensando... "Então Black Time pode roubar coisas intangíveis, e mais do que isso, ele roubou um estado inconsciente de um ser. Se ele pode roubar coisas no inconsciente da pessoa isso o fazia os poderes dele quase tão forte quanto os meus, isso se ele não roubar toda a consciência da pessoa que o colocaria no mesmo patamar. Então isso será mais difícil do que o que eu havia imaginado, pois bem acho que está na hora de eu redobrar os esforços mediante a minha nova evocação, visto esses acontecimentos..."

(Obs: Contém um pouco mais da história de Garry e a tentativa de poder fazer mais uma evocação, que seria mais para o próprio sustento do que para qualquer outra coisa, não vai interferir na ficha de Garry, então podem ficar despreocupados... )
Spoiler:
Lembrou-se que Mary estava sendo incrivelmente difícil de se recriar, Mary fora outra garota que Garry acompanhou do nascimento até a morte, essa o impressionou com o apreço a arte, literatura e escrita que demonstrava, sonhava com artistas renomados como Goya, Caravaggio, Van Gogh, Portinari, dentre outros, mas principalmente pelas obras de Leonardo da Vinci.
Mas havia uma auto-pintura, onde Mary estava rodeada de rosas amarelas, com um vestido verde e um laço azul na gola, era muito loira e seu cabelo possuía o mesmo tom das rosas, era incrível como as rosas e o cabelo dela conseguiam estar no primeiro plano sem se misturarem, ou se confundirem.
Garry estava tentando trazer Mary porque sabia que os poderes dela o fortaleceriam, em um mundo de pinturas que ele pudesse viajar, ali ele poderia comer os sonhos criados infinitamente por uma garota criativa, seria como uma infinidade de sonhos que ela iria criar, comer rosas após a criação de Mary, seria apenas um prazer que ele teria, além de poder ajudar os outros com elas.

Por fim virou-se para Aeris.
- Bem, espero que você esteja melhor mesmo.
Suspirou e olhou novamente para Blanche e corou um pouco se sentindo novamente um pouco carente, mas desviou rapidamente o olhar, e foi para um canto meditar para fortalecer sua mente e treinar a nova evocação dele, de forma mentalizada, então se sentou e escorou em uma parede qualquer. Fechou os olhos e começou a murmurar algumas palavras, até que abrira os olhos novamente e estes não existiam, apenas dois buracos. Nem seus olhos e nem sua mente estavam mais naquele corpo, haviam viajado até a dimensão de suas evocações e lá estava Madotsuki e Ib brincando de pega-pega, além de uma massa informe no chão que Garry sabia que era onde havia deixado de trabalhar da última vez, e começou a moldá-la na forma de Mary. O problema era que no exato momento que ela tomasse forma, ele precisaria colocar a consciência de Mary, se não se tornaria novamente uma massa informe, havia trinta anos que Garry estava tentando fazer isso.
"Que saco..." Pensou após a décima tentativa falha dele.



Mwhahahahaha :




Pudiim <3, /o/
avatar
Iuajen
Guardian
Guardian

Masculino
Mensagens : 265
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  *yaya-chan* em Dom Abr 21, 2013 6:12 pm


Jéssica saiu correndo do portal, tropeçando em alguma pedra no chão e quase caindo de cara no chão, porém conseguiu manter o equilíbrio a tempo. Viu uma confusão acontecendo e não conseguia entender nada exatamente então apenas se isolou um pouco de todos. Esperando que algo mais interessante acontecesse. Decidiu não se arriscar pelo bosque, não depois do que Hire havia dito na Sala de Jantar.
avatar
*yaya-chan*
Rozen Maiden
Rozen Maiden

Feminino
Mensagens : 2996
Idade : 19
Localização : Não localizado

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Yami em Qua Abr 24, 2013 10:42 am

Iuajen escreveu:

- Então Gumyllia E enfatizou os "LL" assim como ela tinha feito. O que você é? E depois se dirigiu para a Harpia e para a outra elemental que ali estavam, a elemental era a mesma que tentou se desnudar e que havia alertado Arent.



-Sitium, apenas - Deu seu sorriso torto sem saber se explicava ou não sobre sua raça, a não ser que ele pudesse respirar embaixo d'água (O que ela duvidava muito) as chances de ter encontrado um sitium em terra eram baixas, casos como o dela, de sitiuns que saiam para viver entre os humanos, eram raríssimos mesmo entre os banidos de suas aldeias, que geralmente saiam a procura de outras para viver, mesmo que de uma espécie diferente.

Viu Erik falar sobre o seu sono roubado e sentiu pena dele, ela mesma não conseguia imaginar como seria a sua vida se não pudesse dormir depois dos porres diários. Se ele não tivesse recusado seu anti-séptico com todas as letras tentaria oferecê-lo de novo, o álccol era a causa e a solução de 90% dos problemas de uma pessoa (Estatísticas dela).

Draken escreveu:

- E sim, eu sou boa pra caralho. Mas você acha mesmo que eu ainda estaria aqui se eu desse conta daquela coisa? - Fechou os olhos, quase entrando em um estado de pensamento profundo. - Por mais que eu odeie admitir, todos somos necessários pra salvar William - "E recuperar tudo mais o que foi roubado" Tomou uma nota mental antes de continuar - Mas isso não vai acontecer se não tomarmos uma atitude.

-Num acredito no que eu tô dizendo, mas é isso aí que a chifruda falou! Se a gente tem tempo de ficar aqui se matando, vamo logo botar o bloco na rua -
Virou-se para o Dormouse e sacou o bloco de notas e a caneta - Diz aí, Erik, como foi o teu roubo? Eu gosto de detalhes, acredite, as vezes até a cor das bolinhas da cueca da criatura faz diferença em certos casos - Olhou para o rapaz enquanto esperava para anotar tudo o que ele diria, essa última frase não foi exagero, Gumyllia já teve de lidar com um caso que ela conseguiu encontrar o cara porque ele usava as calças caindo e todas as suas cuecas eram iguais! (Ou ele nunca trocava, vai saber...) Nesse caso a cor das bolinhas realmente fez diferença.

Viu Ches e Hire se aproximarem e o primeiro dizer algo que ela estava temendo a tempos, porque se Black Time resolvesse se aproveitar das falhas no trabalho em equipe deles, bem... Digamos que elas eram muitas e estavam bem visíveis. Ignorou a imagem de Hikaru, que insistia em aparecer na sua mente chamando tanta atenção quanto uma drag queen com roupa de cetim vagabundo coberta de glitter, resolveria as contas com o humano depois. Viu Jéssica chegar e sorriu, acenando para a mesma.

-Chega aí, Jess, que tu chegou numa hora boa!
avatar
Yami
Guardian
Guardian

Feminino
Mensagens : 658

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Ichigo em Dom Abr 28, 2013 9:58 pm




A loira sorriu com a resposta da Sophia e por algum motivo desconhecido começou a viajar mentalmente olhando para os pés, nem notando a briga que havia se formado e desfeito no curto período de tempo que se desligou do mundo, devia ser saudade das filhas ou devia estar com sérios problemas mentais.

Até ela ouvir o tal do rapaz novo, que parecia se chamar Garry falar com ele, escutou atentamente... Estalou os olhos com um ódio inimaginal, cerrou os punhos. Tinha filhas demais era inevitável se alguma delas tivesse ido para o tal lugar que ele tinha falado, mas falar que havia matado harpias, independente se eram da família ou não deixavam a loira fora do sério. Marchou firmemente até ele, catando ele pelo colarinho e erguendo o mais alto que conseguia e apertando com muita força - Escute aqui seu filho de uma puta, independente de que raça você for vou ter muito prazer de cortar você em pedaços, se descobrir que alguma dessas harpias que você assassinou forem da minha linhagem... - Ficou encarando ele tensamente, era demais para um dia só, um humano idiota fazendo merda e outro ser retardado falando que havia matado suas semelhantes, ficou segurando ele até pensar se enterraria a cabeça dele no chão ou arremessaria longe, eram duas opções completamente plausíveis que fizeram a loira sorrir com um lado muito psicótico.
avatar
Ichigo
Guardian
Guardian

Feminino
Mensagens : 715
Idade : 23
Localização : Com meu hárem <3

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Iuajen em Dom Abr 28, 2013 11:18 pm


Garry ainda estava no mundo paralelo, mas seu sentido da audição ainda estava naquele lugar, então uma voz nervosa, agitada e agressiva ecoou em sua mente. Era a harpia e havia entendido completamente errado o que ele dissera.
-Eu não matei nenhuma Harpia. (Sua mente mandou a boca dizer.)O que eu quis dizer, foi que elas ficaram inconscientes, pois eu fiz com que elas sonhassem, não foi nem pesadelos, fiz com que sonhassem com Doritos de queijo para sua informação. Era o que uma das harpias, a única entre elas que fora amigável comigo, disse a mim que havia sonhado, na noite que antecedeu minha chegada em Ruanda, ela disse que estava voando no meio de nuvens feitas de Doritos de queijo... Por falar nela, ela se parecia muito com você na aparência.
Agora que tudo foi esclarecido, você ainda não me disse seu nome.
E sorriu cordialmente, como se o engano amenizasse o que fizera as companheiras dela, mas ainda temia que pudesse ser jogado pro alto, coisa que ele realmente detestava, a sensação do tato ainda estava lá... Decidiu por trazê-la para a outra dimensão também, se ela o jogasse, ele não iria sentir, mesmo que ouvisse o vento.
Garry também ouviu Gumy falando que era uma Sitium. Perguntou sobre o roubo de Erik, o que chamou a atenção de Garry e fez ele falhar na criação de Mary pela quinquagésima oitava vez.
E chamou uma tal de Jess.
Após toda a conversa a qual ele não tinha o porquê de participar mais ativamente, voltou para a quinquagésima nona tentativa de criar sua nova evocação.



Mwhahahahaha :




Pudiim <3, /o/
avatar
Iuajen
Guardian
Guardian

Masculino
Mensagens : 265
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum