O Julgamento

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Julgamento

Mensagem  Selena Utau em Ter Jun 15, 2010 3:29 pm

Olhei para a Juíza, a medo, e agarrei no casaco do meu irmão mais velho, que me empurrou na sua direcção. Fiquei aliviado por ele não me odiar. Lembrava-me muito bem daquela noite escura. Estremeci ao pensar nisso e senti o meu irmão a apertar-me contra ele. Quando finalmente a Juíza se sentou, só faltou uma pessoa. O Criminoso. Aquele a quem eu, durante sete anos da minha vida, chamara de «Papá». O nosso pai.
Entrou momentos depois, amarrado a uma maca, com uma coisa metálica a tapar-lhe a boca. Os cabelos dele embranqueceram, mas os seus olhos continuavam loucos. Apanhou-me a olhá-lo e mais uma vez, olhou-me como se fosse comestível. O meu irmão escondeu-me com o casaco; olhei para ele e vi a fúria no seu olhar. A minha irmã mais velha, Alicia, olhou para ele, mas não se assustou como eu; parecia ser inquebrável, forte como nunca. Todos eles pareciam. Até o Ron e o Fábio o olhavam furiosos, como se pôr uma criança de oito e nove anos fosse um crime. Oh, espera. E era.
Sentámos-nos todos e o julgamento começou. Ninguém libertou o meu pai do casaco de forças, nem sequer tiraram aquela máscara de metal da sua cara. Perguntei-me para que seria aquilo. Pouco e pouco, deixei de me importar. O meu mundo envolveu a sala e comecei a ver coisas que não estavam lá. Isso foi até chamarem por mim.
"Chamo o filho do meu cliente, Kukai, a testemunhar" disse o advogado e eu dei um salto no banco. Olhei para o meu irmão mais velho, mas ele não estava a olhar para mim, mas sim para o meu pai.
Não tive remédio senão levantar-me e ir sentar-me na cadeira das testemunhas, aterrorizado. Meu Deus! Estava mesmo com medo. Quem raio mandaria uma criança a testemunhar? Ah, pois, certo. O meu pai. A Juíza esboçou um grande sorriso para mim, mas a mim apenas me pareceu um grande sapo rugoso.
"Kukai, o que aconteceu nessa noite? Podes contar-nos?" perguntou, com um sorriso, o advogado do meu pai. Engoli o seco, com dificuldade. Oh-oh.
"Tudo começou quando eu, o Fábio e o Ron chegámos a casa" comecei, gaguejando ao início. Olhando para o meu irmão mais velho, o Diogo, e vendo como ele parecia determinado, ganhei coragem "Assim que abrimos a porta, ouvimos gritos. Vimos a nossa mãe deitada no chão, desmaiada e vimos que o...pai estava a atacar a Alicia. O Diogo ainda não tinha vindo da escola. O Ron foi quem atacou primeiro, mas levou porrada, assim como o Fábio. Eu fiquei no meu lugar, aterrorizado, mas depois agarrei numa garrafa de licor vazia e parti-a na cabeça do...pai." era-me difícil dizer pai. Porquê? "Ele também me deu uma cahapada. drogou-nos e enterrou-nos em buracos separados, dentro de caixas minusculas. Não sei bem quanto tempo passou até ele me desenterrar e me levar a casa."
"E quem matou a Srª Orvalho? A tua mãe?"
Engoli o seco, culpado. Tinha sido eu. O meu dedo estava lá. As minhas mãos agarravam a arma quando disparou. Mas fora ele. ou eu?
"Kukai?"
"Fui eu."
______________________________________________________________________________

Fim de Capítulo
avatar
Selena Utau
Zombie
Zombie

Feminino
Mensagens : 44
Idade : 23
Localização : *Na Terra dos Sonhos*

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum